HOME Matérias Especial Regulamentada a implantação de acessibilidade nos meios de hospedagem no Brasil

Regulamentada a implantação de acessibilidade nos meios de hospedagem no Brasil

O Decreto nº 9.296 que acaba de entrar em vigor divide em três fases como deverá ser a implantação dos meios de hospedagens

275
0
SHARE
A nova legislação regulamenta a acessibilidade na hotelaria em 2018, mas o hotel Ca’d’Oro já entrou em operação em 2016 atendendo as normas

A LBI — Lei Brasileira de Inclusão da Pessoa com Deficiência — que prevê acessibilidade em hotéis e pousadas foi regulamentada. O Presidente da República Michel Temer sancionou o decreto nº 9.296, publicado no último dia 2 de março no Diário Oficial da União, que rege o artigo 45 da Lei Brasileira de Inclusão (Lei nº 13.146/2015), também conhecida como Estatuto da Pessoa com Deficiência.

O Decreto trata de princípios que deverão ser seguidos na construção desses locais, atualizando a legislação que era praticada desde 2004. Dentre as demais normas, no texto existe a menção que os dormitórios acessíveis “não poderão estar isolados dos demais e deverão estar distribuídos por todos os níveis de serviços e localizados em rota acessível”.

A acessibilidade também se aplica às áreas de lazer, salas de ginástica, salas de convenções, spa, piscinas, saunas, salões de cabeleireiro, lojas e a qualquer espaço destinado à locação localizado no complexo hoteleiro. A medida visa garantir que os empreendimentos estejam aptos a hospedar o maior número de pessoas possível, garantindo que todos os clientes possam desfrutar das comodidades e serviços oferecidos, independentemente de suas condições física, sensorial, intelectual ou mental.

Em todos os casos, o hóspede que necessitar de ajuda ou recurso extra deverá solicitá-lo no momento da reserva. Os meios de hospedagens terão um prazo de 24 horas para atender ao pedido. Caso a solicitação não seja feita durante a reserva, o prazo para o atendimento começará a valer a partir do momento da formalização do pedido no local.

Estão inclusos nos recursos de acessibilidade itens como cadeira de rodas; cadeiras adaptadas para o banho; materiais de higiene identificados em braile e com embalagens em formatos diferentes; cardápios em braile; relógios despertadores com alarme vibratório, entre outros itens.

[…]

Continue lendo a matéria na íntegra em nosso aplicativo. Para baixar, clique aqui.

SHARE