HOME Matérias RCI apresenta Esteban Arce como head para América do Sul

RCI apresenta Esteban Arce como head para América do Sul

32
0
SHARE
O executivo Esteban Arce assume a posição de head para a América do Sul na RCI - Foto: divulgação

A RCI comunica a chegada do executivo Esteban Arce, que assume a posição de head para a América do Sul na companhia. A vinda do Diretor Sênior de Desenvolvimento de Negócios, que nos últimos anos atuou na matriz da empresa localizada no México, faz parte da nova estrutura anunciada em junho pelo Vice-Presidente Sênior de Desenvolvimento de Novos Negócios e Operações da RCI para América Latina, Juan Ignácio Rodriguez, em visita ao País.

Com mais de 20 anos de experiência e especialização em estratégias para melhoria da qualidade, otimização de processos de vendas e desenvolvimento das áreas de relacionamento com o cliente, Arce integra o time global da RCI desde 2010, onde foi responsável por diversas unidades de negócios, vendas, terceirização de serviços, reservas e cobranças como Resort Services Solutions (RSS) e desenvolvimento de negócios.

O executivo reforça o desafio de liderar a América do Sul, que tem muitas peculiaridades, porém se apresenta como um mercado de oportunidades e em plena expansão. “A América Latina sempre apresentou desafios importantes, como condições políticas, econômicas, segurança, questões climáticas, entre outras. No entanto, a indústria do turismo sempre foi criativa o suficiente para manter o crescimento, ano após ano, e é nosso dever continuar pensando em inovação e execução”, reforça Arce.

A criação de uma estrutura denominada América do Sul dentro do organograma da empresa é uma resposta direta ao crescimento da RCI no Brasil. De acordo com Juan Ignácio Rodriguez, Vice-Presidente Sênior de Desenvolvimento de Novos Negócios e Operações da RCI para América Latina, o país representa, atualmente, uma parte muito importante dos negócios gerados pela América do Sul. A base da operação em São Paulo é também o reflexo positivo da gestão brasileira, que hoje tem como líder de operações Fabiana Leite, que está na companhia desde 2001 e assumiu a atual posição em julho.

“O plano de desenvolvimento da América do Sul a partir do Brasil é o reconhecimento de um modelo de gestão funcional que deve ser replicado. O objetivo é desenvolver ainda mais o mercado brasileiro em timeshare e multipropriedade e, ao mesmo tempo, acelerar o crescimento deste modelo de negócio em países da América do Sul”, finaliza Rodriguez.

SHARE