HOME Matérias Trade Projeto da nova arena multiuso do Anhembi entra em fase de consulta...

Projeto da nova arena multiuso do Anhembi entra em fase de consulta pública

Prefeitura de São Paulo torna pública a minuta do edital para construção do novo espaço da cidade

121
0
SHARE
Consórcio Innova Arena (Imm, Gustave Pena Arq., Lumens Eng., Azevedo Sette) (Reprodução)

Por meio da SPTuris – São Paulo Turismo, a Prefeitura de São Paulo abre nesta quinta-feira (18) a fase de consulta pública destinada a colher manifestações sobre o edital para construção de uma nova arena indoor multiuso nas dependências do Anhembi.  A proposta é que seja feita uma concessão mediante pagamento de outorga para a construção e operação da arena. Em contrapartida, a administração concederia inicialmente por 30 anos o terreno de 21 mil m² ao lado do Sambódromo onde ela seria construída.

O novo espaço deverá ter capacidade para 20 mil pessoas e infraestrutura interna que permita múltiplas configurações de uso, como explica o presidente da SPTuris, Alcino Rocha. “Este será um equipamento singular na cidade. Não há outro desse porte, de padrão internacional e tão versátil, com condições de abrigar tanto megaeventos esportivos e de entretenimento, como também de ser um moderno centro de convenções. Esta é uma grande conquista para a SPTuris e para o Anhembi, mas, sobretudo, é um presente para São Paulo”, afirma.

Consórcio Arena / Bf Capital / Lagardere / Moysés & Pires (Reprodução)
Consórcio Arena / Bf Capital / Lagardere / Moysés & Pires
(Reprodução)

Em razão da grande relevância dos estudos apresentados e da própria experiência transmitida pelos proponentes ao longo das sessões de esclarecimento, foi elaborada a minuta de edital que agora segue para consulta pública. Não foi selecionado um estudo específico. A solução final indicada no edital (inclusive o caderno de encargos para construção e operação da arena) foi extraída com contribuição de todos os estudos, os quais, em linhas gerais, estão condizentes com os critérios adotados para arena.

De acordo com a proposta do edital, a ideia é que a modalidade de licitação seja de maior valor de outorga mensal, isto é, será declarado vencedor o interessado que propuser o maior valor – obedecendo todos os termos do edital. A fase de consulta pública, que vai até o dia 21 de março, servirá para colher sugestões sobre a modelagem proposta. Após esta etapa, a Comissão Especial de Avaliação realizará os ajustes que entender pertinentes e encaminhará para os trâmites internos da SPTuris.

O edital definitivo para licitação deverá ser lançado ainda no primeiro semestre deste ano e o prazo para a nova arena começar a operar será de até três anos, a partir da assinatura do contrato.

T4F Entretenimento (Reprodução)
T4F Entretenimento
(Reprodução)
SHARE