HOME Matérias Opinião Projeções e Desempenho da Hotelaria para a cidade de Vitória – Por...

Projeções e Desempenho da Hotelaria para a cidade de Vitória – Por Mario Nogales

72
0
SHARE
Mario Cezar Nogales (Foto: Revista Hotéis)

Este é um estudo com a finalidade de divulgação de informação e sem fins lucrativos; realizamos uma ampla pesquisa no mercado nacional e projetamos a possível e futura taxa de ocupação, diária média e receita por unidade habitacional disponível (RevPAR) utilizando dados empíricos e objetivos captados ao longo do tempo em entidades e empresas idôneas sendo as projeções realizadas com a utilização de cálculos estatísticos com informações sobre o PIB, inflação e mercado internacional.

Os dados pesquisados foram extraídos de entidades como: Mtur, FOHB, Consultados e Clientes da SN Consultoria e SN produtos para Hotelaria, BM&F-Bovespa, Nazdaq, UNTWO, IBGE, Bradesco investimentos, Itaú Investimentos, BACEN, FGV e CIA-WFB.

As análises e projeções são de inteira responsabilidade de Mario Cezar Nogales*

The Nogales Report – Análise da cidade de Vitória no período de 2009 a 2015

Taxa de Ocupação Vitória

Vitória é a primeira cidade que analisamos que teve a sua taxa de ocupação estável durante o período de 2009 a 2015 tendo sua mínima em 2015 com 61% e sua máxima em 2010 com 67% demonstrando eficiência não apenas comercial no turismo, mas sim uma eficiência na cidade na manutenção dos negócios.

Occ Vitória 2009 a 2015

Diária Média Vitória

Particularmente em Vitória a Diária Média (comercialização), o que explica a estabilidade no número de negócios e manutenção das taxas de ocupação, não acompanhou a inflação no mesmo período e também se manteve estável entre 2009 e 2015 tendo sua máxima em 2015 com R$ 186,00 e sua mínima em 2009 com R$ 168,00, se aplicarmos um comparativo ao IGPM durante este período detectamos uma perda aproximada de 27% sobre a inflação.

ADR Vitória 2009 a 2015

 RevPAR Vitória

Concomitantemente o RevPAR, apesar de sua leve variação também se manteve estável no período de 2009 a 2015 tendo sua máxima em 2010 com R$ 122,09 e mínima em 2009 com
R$ 106,70; aplicando ao índice IGPM + PIB no mesmo período detectamos uma perda próximo aos 28%.

RevPAR Vitória 2009 a 2015

Projeções para os anos de 2016 a 2022 para a cidade de Vitória

Taxa de Ocupação Projetada para Vitória

Em havendo a manutenção dos negócios na cidade de Vitória prevemos também uma estabilidade nos índices de vendas, a mesma podendo chegar até 69% em 2020, ficando os maiores índices de ocupação para a categoria Econômica.

Previsão Occ Vitória 2016 a 2022

Previsão Occ Vitória 2016 a 2022 categorias

Diária Média Projetada para Vitória

Com a manutenção prevista dos negócios em Vitória a ADR devido à própria realidade nacional poderá sofre uma leve queda até 2018 quando inicia sua retomada podendo chegar próximos aos R$ 200,00 ou mais a depender de como a estratégia comercial se comportará nos próximos anos. Já nas categorias a econômica poderá ficar estável entre R$ 120,00; Midscale entre R$ 200,00 e Upscale entre R$ 290,00.

previsão ADR Vitória 2016 a 2022

previsão ADR Vitória 2016 a 2022 categorias

RevPAR Projetado Para Vitória

Prevemos, também, estabilidade no RevPAR para a cidade de Vitória podendo ter sua máxima em 2020, uma estabilidade média entre os R$ 110,00, esta estabilidade também se mantém nas categorias ficando uma previsão para os meios de hospedagem econômicos no patamar de
R$ 82,00; Midscale R$ 115,00 e Upscale 170,00.

Previsão RevPAR Vitória 2016 a 2022

Previsão RevPAR Vitória 2016 a 2022 categorias

*Mario Cezar Nogales é consultor hoteleiro e autor de publicações sobre o segmento.

 

SHARE

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here


CAPTCHA Image
Reload Image