HOME Matérias Responsabilidade socioambiental Programa ‘Trilha Jovem’ forma novos profissionais para o turismo em Foz (PR)

Programa ‘Trilha Jovem’ forma novos profissionais para o turismo em Foz (PR)

120 alunos de escolas públicas foram capacitados para atuar nas áreas de turismo, hospedagem e A&B

20
0
SHARE
Turma 2015 do Trilha Jovem Iguassu - Foto Marcos Labanca

Promovido pelo Polo Iguassu, Organização Não Governamental que apoia movimentos para integração social, o programa Trilha Jovem Iguassu acaba de formar novos jovens para o mercado de trabalho turístico. A sétima edição do projeto social capacitou 120 alunos de escolas públicas, de 16 a 24 anos, para atuar em três áreas: Turismo & Atendimento, Hospedagem e Alimentos & Bebidas. O programa trabalha com todas as dimensões de transformação dos jovens: técnico-profissional, social e individual.

O projeto tem apoio financeiro da Itaipu Binacional, Parque Tecnológico Itaipu, CVC e IDESF (Instituto de Desenvolvimento Econômico e Social de Fronteiras), além de vários parceiros institucionais e empresariais. Esta edição contou com uma Rodada de Negócios realizada no Wish Resort Golf Convention, em Foz do Iguaçu (PR). Os trilheiros aprenderam na prática a portar-se na comunidade e no trabalho, bem como a direcionar suas vidas conforme o plano de vida e de carreira que desenvolveram ao longo do projeto. As habilidades desenvolvidas incluíram atendimento a diversos públicos, organização e rotina, idiomas, relacionamento interpessoal e trabalho em equipe.

Diretora-executiva do Polo Iguassu, Fernanda Fedrigo  - Foto: Marcos Labanca
Diretora-executiva do Polo Iguassu, Fernanda Fedrigo – Foto: Marcos Labanca

Agora, cada formado esta à disposição para ser entrevistado pelas empresas, em especial as ligadas ao turismo. “Durante os últimos cinco meses, o jovem se preparou para esse momento. Tudo o que ele precisa é uma oportunidade para mostrar o seu talento”, afirma Fernanda Fedrigo, diretora-executiva do Polo Iguassu, entidade que executa o projeto.

Durante a Rodada de Negócios, dezenas de empresários conheceram um pouco das habilidades dos jovens profissionais. A maioria já abriu as portas das suas empresas para os trilheiros, que acabaram contratados em definitivo. Representantes de entidades parceiras do Trilha Jovem Iguassu também prestigiaram o evento, reforçando a credibilidade da proposta.

A gerente geral do Complexo Turístico Itaipu, Jurema Fernandes, frisa que o projeto enobrece a inserção social no mercado de trabalho. “Os empresários conhecerão pessoas proativas, com sangue novo, novas ideias e perspectiva de crescimento”, diz a representante do CTI, que hoje possui mais de 20 funcionários que vieram do Trilha Jovem Iguassu.

A Vivência Profissional Supervisionada propicia o exercício das competências desenvolvidas em situações reais de trabalho. Ela é planejada, executada, acompanhada e avaliada por um supervisor da equipe do Trilha Jovem Iguassu e por um mentor (funcionário da empresa que passa por uma orientação prévia para essa finalidade).  A empresa interessadas em encontrar um talento só precisa informar o perfil da vaga a ser preenchida. O Trilha Jovem Iguassu encaminhará para entrevista três jovens previamente capacitados para a função solicitada.

"Trilheira" sendo entrevistada. Foto: Marcos Labanca
“Trilheira” sendo entrevistada. Foto: Marcos Labanca
SHARE

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here


CAPTCHA Image
Reload Image