HOME Matérias Aconteceu Processo de limpeza profissional é apresentado na 11ª edição do Encontro da...

Processo de limpeza profissional é apresentado na 11ª edição do Encontro da Hotelaria e Gastronomia Mineira

41
0
SHARE
Maria José Dantas, Presidente da ABG Nacional, é uma das presenças confirmadas neste Encontro

Direto de Juiz de Fora (MG) – A Presidente da ABG Nacional — Associação Brasileira de Governantas e Profissionais da Hotelaria, Maria José Dantas, terminou agora a pouco uma palestra na 11ª edição do Encontro da Hotelaria e Gastronomia Mineira que se encerra hoje no Centro de Convenções do Independência Trade Hotel e Eventos, em Juiz de Fora. O público que estava na platéia variava desde governantas, supervisores e gestores do setor de hospitalidade, até mesmo os proprietários e/ou investidores que planejam empreender, partindo de um novo projeto, ou fazer um retrofit em seus negócios.

Maria José iniciou sua palestra apresentando uma visão operacional da hospitalidade e que serviços ainda fazem a grande diferença para atrair e fidelizar cada vez mais os hóspedes. Os desafios e o futuro dos serviços prestados pela hotelaria também foram abordados e Maria José deu ênfase às tecnologias existentes que agregam e maximizam valor aos serviços prestados e reduzem o custo operacional. E citou exemplos como as soluções apresentadas por empresas como a Saga Systems em cofres e fechaduras eletrônicas e sensores de presença e a Colchões Onix com camas auxiliares.

Em tempos de crise hídrica, a limpeza úmida nos apartamentos dos hotéis é ineficiente, compromete os serviços e aumenta os custos.  “Na limpeza úmida se utiliza 80 litros de água, de 200 a 300 ml de produtos químicos e os materiais, equipamentos e mão de obra são ineficientes. Levando como base somente a hotelaria da cidade de São Paulo que é de 42 mil quartos, representado por 410 hotéis, imagina quanto se desperdiça de água e material na higienização”, questionou Maria José.

Ela lembrou que a área de governança é a que mais consome recursos num hotel e se o processo não foi controlado, certamente haverá perdas desnecessárias que podem chegar a 30%, bastando adequar os produtos à técnica. Os processos de higienização, limpeza e arrumação dos apartamentos, que são as três funções da camareiras, também foram destacadas. “Com técnicas e produtos adequados a camareira pode desenvolver um bom trabalho e encantar o cliente. Ela é uma grande representante do hotel, pois gentileza e cortesia são características inerentes da profissão. A única coisa que o cliente leva de um hotel é a melhor lembrança e a experiência de um serviço bem feito e com isto, certamente ele volta”, destacou Maria José.

Limpeza através de processos químicos é mais segura e reduz de forma drástica os custos
Limpeza através de processos químicos é mais segura e reduz de forma drástica os custos

Tomando como base o número de redes associados ao FOHB – Fórum de Operadores Hoteleiros do Brasil, Maria José apresentou uma série de dados apontando que a limpeza através de processos químicos é mais segura e reduz de forma drástica os custos. E lembrou que qualificação, profissionalização e investimentos são regras básicas para um hotel se manter competitivo no mercado.

Assuntos ligados ao processo de limpeza profissional de baixo custo e alto desempenho, adequação de materiais, produtos e equipamentos e dimensionamento do staff também foram destacado, assim como a utilização correta dos produtos, como os panos multi-uso na limpeza.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here


CAPTCHA Image
Reload Image