HOME Matérias Pontes Hotéis & Resorts investe em mercado livre de energia

Pontes Hotéis & Resorts investe em mercado livre de energia

Rede hoteleira fechou contrato com a CPFL Brasil

144
0
SHARE
Mar Hotel Conventions, em Recife Foto: Tadeu Brunelli

A CPFL Brasil, comercializadora do Grupo CPFL Energia, firmou o seu primeiro contrato de venda de energia 100% limpa no segmento hoteleiro do Nordeste. A companhia levou para o mercado livre três unidades da rede Pontes Hotéis & Resorts em Pernambuco – Mar Hotel Recife Conventions e Hotel Atlante Plaza, ambos em Recife, e o Summerville Beach Resort, em Porto de Galinhas.

A expectativa é que a operação proporcione uma economia de até 25% na conta de luz da rede hoteleira. Além do benefício econômico, o contrato tem um caráter de sustentabilidade. Isso porque 100% da energia consumida é proveniente de fontes alternativas do portfólio da CPFL Brasil, como usinas eólicas, térmicas a biomassa, pequenas centrais hidrelétricas e usina solar.

Segundo o Diretor de Mercado da CPFL Brasil, Daniel Marrocos, como o consumo agregado dos três hotéis era inferior a demanda de 3 MW, a rede Pontes Hotéis & Resorts só poderia migrar para o mercado livre como cliente especial comprando energia dessas fontes. “Este é o primeiro contrato que firmamos com uma rede de hotéis na região Nordeste e está em linha com a nossa estratégia de diversificação de carteira de clientes e de expansão do mercado livre para novos segmentos da economia”, afirma.

Summerville Beach Resort, em Porto de Galinhas Foto: Tadeu Brunelli
Summerville Beach Resort, em Porto de Galinhas Foto: Tadeu Brunelli

O Diretor Superintendente da rede Pontes Hotéis, Luis Guilherme Dubeux Pontes destaca a importância do contrato. “O pioneirismo está na essência do nosso negócio, e a parceria com a CPFL Brasil reflete isso. Fomos a primeira rede do Nordeste certificada pelo Instituto Falcão Bauer com a NBR 15.401, certificação de sustentabilidade para meios de hospedagem. Ao todo, serão 822 unidades habitacionais e são atendidas por energia limpa, em uma busca permanente por uma atividade cada vez mais sustentável”, declara.

Entenda o mercado livre

O setor elétrico brasileiro é composto por dois ambientes de contratação distintos: o mercado cativo, no qual os consumidores são atendidos pelas distribuidoras de energia, tais como a CPFL Paulista (SP) e Celpe (PE), e o mercado livre, no qual os consumidores com demanda igual ou superior 500 kW negociam livremente as condições comerciais do seu contrato, como preço, índice de reajuste e prazo.

No mercado livre, o consumidor tem dois tipos de contrato: o de energia, no qual firma diretamente com comercializadoras e geradores negociando livremente as condições comerciais, e o relativo ao uso da rede elétrica, pago às distribuidoras, cuja tarifa é regulada pela Aneel – Agência Nacional de Energia Elétrica.

Atualmente, o mercado livre representa 25% de toda a energia consumida no Brasil, e estão nele grandes indústrias e estabelecimentos comerciais do País. A CPFL Brasil hoje é uma das principais comercializadoras do segmento, com uma participação de mercado de 14,1%.

SHARE

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here


CAPTCHA Image
Reload Image