HOME Matérias Pesquisa encomendada pelo MTur avalia potencial do turismo brasileiro

Pesquisa encomendada pelo MTur avalia potencial do turismo brasileiro

Oito em cada dez brasileiros acreditam que o turismo é imenso potencial a ser melhor explorado no País

50
0
SHARE
Marx Beltrão, Ministro do Turismo. Crédito: Gustavo Messina

Segundo levantamento encomendado pelo MTur, o Brasil tem uma enorme capacidade a ser aproveitada no setor do turismo, mas deve desfrutar melhor seu patrimônio. Oito em cada dez brasileiros acham que o potencial turístico de nosso país é de médio para muito alto, mas 59,8% entendem que esse potencial não é aproveitado de forma adequada.

Foram ouvidas 2002 pessoas com mais de 16 anos em todas as regiões do país, em capitais e cidades do interior, entre 17 e 23 de março deste ano. Na opinião da população brasileira, os principais benefícios do turismo são a impulsão da economia e dos negócios (59%) e a geração de empregos (27,4%).

Os entrevistados acham que para impulsionar o setor é necessário a criação de novos portos para cruzeiros marítimos, a exploração de parques nacionais pela iniciativa privada e o incentivo para a vinda de Grandes Parques de Diversões. “Esses dados só reforçam a necessidade de investirmos nesse setor para alavancar a economia brasileira e a importância do pacote de medidas Brasil + Turismo, que lançamos nesta terça-feira”, declarou o Ministro do Turismo, Marx Beltrão.

A pesquisa identificou também que existe um grande apoio da população ao investimento na promoção de destinos turísticos para os brasileiros (nota 8,4 numa escala de zero a 10) e na promoção de destinos para estrangeiros (7,8 em 10). Sobre os hábitos cotidianos, quase metade (49%) afirmou costumar viajar a turismo pelo Brasil ao menos uma vez por ano.

Conforme o estudo, 47% dos brasileiros avaliam as condições de turismo no país como ótimas ou boas. Para 37,6%, as condições são regulares e 11,4% acreditam que são ruins ou péssimas. A percepção de 42% é de que o turismo aumentou no Brasil nos últimos anos, contra 28% que avaliam que diminuiu. Outros 24% acreditam que ficou igual.

Mais de 73% das pessoas questionadas aprovam o aumento do número de companhias aéreas em operação no Brasil e dois terços defendem a abertura do mercado nacional a empresas estrangeiras. 33,1% preferem viajar de ônibus, contra 33% que citam o avião e 32,6% que responderam “carro”. A hospedagem é majoritariamente (48%) em hotéis, resorts e pousadas. Pouco mais de 1/3 (35%) costumam ficar na casa de parentes.

SHARE