HOME Matérias Opinião Perspectivas da profissão hoteleira – Artigo de Lucila Quintino

Perspectivas da profissão hoteleira – Artigo de Lucila Quintino

43
0
SHARE

*Lucila Quintino

A Hotelaria brasileira de hoje não é a mesma de vinte anos atrás. Na década de oitenta a carreira hoteleira além de desconhecida era mal compreendida. Não só pela imagem preconceituosa que se tinha na época, dada à natureza da atividade, como também pela falta de informação sobre a profissão no Brasil.

O grande salto da Indústria Hoteleira aconteceu depois da abertura de mercado na década de noventa, e desta forma investir em hotelaria passou a ser uma opção interessante não só para o brasileiro, como também para redes internacionais. O Brasil passou a ter uma visibilidade e respeito que rapidamente impulsionou o desenvolvimento do País.

Ser hoteleiro ganhou um caráter mais profissional, frente à realidade anterior de que qualquer um poderia ingressar no setor, sem a necessidade de formação superior na área. O mercado hoteleiro passou a ser muito mais competitivo, já que redes nacionais passaram a crescer e as multinacionais despencaram aos montes.

Instituições de ensino passaram a oferecer melhores e mais organizados cursos na área, tornando a profissão hoteleira mais atrativa. Ao ponto de algumas cidades passarem a ter um superávit de mão de obra capacitada. Muitos formandos desistiram da profissão não só pelo fato de terem expectativas erradas sobre o trabalho em um hotel, mas também pela dificuldade de encontrar emprego.

Hoje a situação é bem diferente. Redes hoteleiras se debatem na busca de bons profissionais. Pessoas que realmente tenham o perfil, que queiram lidar diretamente com o cliente e que sejam comprometidas com seu trabalho.

O fato sobre a profissão hoteleira, e que merece muita atenção, principalmente aos não hoteleiros e novatos no ramo, é que muito mudou ao longo das últimas duas décadas. Surgiram inúmeras oportunidades de crescimento profissional ao longo de toda esta evolução, desde as relacionadas à operação hoteleira, até cargos administrativos de grande relevância. Mesmo aqueles que iniciaram em setores operacionais como recepção, restaurante ou mesmo governança, passaram a vislumbrar perspectivas abrangentes de crescimento profissional na hotelaria, seja vertical ou mesmo horizontal.

A área Comercial é um dos departamentos que mais contrata com regularidade e é dependente de perfis específicos. Um funcionário da Recepção que deseje mudar para esta área pode migrar diretamente, iniciando como Gerente de Contas Junior, ou obter uma vivência em Reservas, adquirindo assim uma melhor visão de como a área de Vendas funciona. Da mesma forma existe o Revenue Manager, atualmente figura importantíssima dentro da hotelaria. Podemos ver o RM proveniente da área de Vendas ou de Reservas. Outra profissão carente de profissionais experientes e que tem aberto suas portas a pessoas de outras áreas, inclusive as da área Comercial, é a de Desenvolvimento de Novos Negócios. Tino comercial, visão de negócios e de estratégica de mercado,bom relacionamento interpessoal, e facilidade com números, são algumas exigências deste setor.

Além de empregos dentro do próprio mercado, ao longo dos últimos anos a hotelaria também tem sido fonte de mão de obra para outros setores como o da Saúde, Alimentação, Eventos e Entretenimento. O profissional hoteleiro, multifuncional, focado no cliente e comprometido com o que faz tem entrada em inúmeras outras áreas, inclusive as fora do setor de Hospitalidade. Qualquer negócio que tenha a prestação de serviços como fonte de resultados só tem a ganhar com o Hoteleiro. Jovens profissionais, acreditem nisso e abram seus horizontes, pois suas possibilidades de trabalho podem ser muito abrangentes!

*Lucila Quintino é Consultora e sócia da Hotel Consult – Consultoria de recursos humanos para meios de hospedagem – Contato – lucila@hotelconsult.com.br

SHARE

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here


CAPTCHA Image
Reload Image