HOME Matérias Aconteceu Papel da concierge hoteleira é tema de palestra em Encontro em Belo...

Papel da concierge hoteleira é tema de palestra em Encontro em Belo Horizonte

127
0
SHARE
Renata Guedes: "A concierge é um facilitador de sonhos, ela sabe onde existe tal coisa e que o hóspede necessita"

Direto de Belo Horizonte (MG) – A concierge do hotel Windsor Atlântica, localizado em Copacabana no Rio de Janeiro, Renata Guedes terminou agora há pouco uma palestra no IV Encontro de Concierges e Recepcionistas que teve início hoje a tarde em Belo Horizonte (MG). O evento está sendo realizado no Museu de Arte da Pampulha que recentemente foi tombado como Patrimônio Cultural da Humanidade, pela UNESCO. Renata começou sua palestra explicando aos participantes a origem da palavra concierge. “Na idade média existia a figura da pessoa que zelava pelo castelo, era de confiança do rei e guardava as chaves dos aposentos. Nos nossos tempos atuais o concierge ganhou força na França, através de Fernand Gillet que fundou em 1929 a Le Chefs D´Or. Essa é uma entidade de serviço através da amizade, uma rede de contato com representação em mais de 30 paises, na qual sou diretora da entidade no Brasil”, revelou Renata.

Em sua palestra ela explicou algumas funções de um concierge. “Ele pode fazer reservas de iates, helicópteros, transfer, compra de roupa, sapato, pedido de flores, programar passeios e sempre está disposto a ouvir as necessidades dos hóspedes e procurar resolver. A função hoje é bem reconhecida e já está presente em diversos outros setores da economia, como em hospital e shopping centers. Para ser um bom concierge é necessário ser um profissional curioso para saber onde está acontecendo as atrações da cidade e saber recomendar”, assegura Renata.

Renata Guedes: "A vida é um constante aprendizado e essa é a melhor parte desta experiência”
Renata Guedes: “A vida é um constante aprendizado e essa é a melhor parte desta experiência”

E deixou algumas dicas importantes para os participantes para evitar cometer erros comuns e citou. “A concierge não é um site de busca, mas ela deve ter variadas informações para passar aos clientes, de forma precisa, atualizada e personalizada. Uma indicação equivocada pode gerar uma experiência ruim ao hóspede e macular a imagem do hotel. A concierge é um facilitador de sonhos, ela sabe onde existe tal coisa e que o hóspede necessita. Outra dica importante é que este profissional não pode ser displicente e nem mal humorado, devendo estar pronto para atender as necessidades dos hóspedes”, concluiu Renata deixando uma mensagem aos presentes. “A vida é um constante aprendizado e essa é a melhor parte desta experiência”.

SHARE

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here


CAPTCHA Image
Reload Image