HOME Matérias Especial Palácio Tangará: hotel cinco estrelas que acaba de entrar em...

Palácio Tangará: hotel cinco estrelas que acaba de entrar em operação em São Paulo

O luxuoso empreendimento está localizado num oásis de tranquilidade na movimentada São Paulo, com serviços marcantes para proporcionar uma experiência única aos hóspedes

774
0
SHARE
A imponente edificação em estilo neoclássico está ao lado do parque Burle Marx de 150 mil m² de verde da mata atlântica, no bairro do Panamby - Fotos: Divulgação

O empreendimento de 27 mil m² em estilo neoclássico começou a ser construído em 1999 pela Birmann Engenharia, através de uma parceria societária com a PREVI — Caixa de Previdência dos Funcionários do Banco do Brasil que concordou em comprar 49% do negócio. A edificação deveria abrigar o primeiro hotel no Brasil com a luxuosa bandeira Four Seasons.

O objetivo era construir o hotel mais luxuoso e elegante de São Paulo, onde arquitetura, serviço e alta cozinha seriam traços marcantes de uma experiência hoteleira única. Seria um verdadeiro oásis de tranquilidade na movimentada São Paulo, pois foi inserido no parque Burle Marx de 150 mil m² de verde da mata atlântica no bairro do Panamby.

Haveria a sofisticação em todo conceito como os espaços amplos, nos quais a área média dos 126 quartos seria de 95 m², pé direito de 3,25 m e em detalhes como o telhado de cobre, com estrutura de isolamento acústico e térmico. A obra que, na época, havia consumido cerca de US$ 40 milhões foi paralisada em 2002 em razão de desentendimentos entre os dois sócios. Ficou abandonada por cerca de 12 anos até ser retomada, no fim de 2014, após a compra pelo fundo financeiro norte americano GTIS. Retomada a obra, levou três anos para ser restaurado e agora surge um dos mais luxuosos hotéis do Brasil, que alguns especialistas consideram categoria seis estrelas.

No parque lounge terrace já se nota a sofisticação do empreendimento

O Palácio Tangará deve este nome ao Tangará da Amazônia, um pássaro multicolorido da fauna brasileira. Este é o primeiro hotel masterpiece da grife Oetker Collection na América do Sul e o mais novo membro da The Leading Hotels of the World no Brasil. Conta com 141 unidades habitacionais, das quais 59 são suítes, sendo a menor com 47 m², 136 com varandas e terraços e suíte presidencial com 250 m² de área interna e 250 m² de área externa com vista para o Parque Burle Marx.

E para ter uma interação com o parque, quem projetou o paisagismo foi Sérgio Santana, que trabalhou como estagiário do paisagista Roberto Burle Marx nos anos 70. Segundo ele, o paisagismo foi concebido com dois objetivos: primeiramente nos espaços adjacentes do hotel, as linhas arquitetônicas são estendidas na paisagem criando espaços de usos múltiplos. Ao mesmo tempo, essa geometria contrasta com a natureza do paisagismo no parque do entorno.

Os escritórios responsáveis pela revitalização arquitetônica da edificação que ficou paralisada por 12 anos foram: B+H Architects, PAR Arquitetura e William Simonato. A equipe fez os ajustes de modernização do prédio, como o reposicionamento de janelas e redesenho dos portais e caixilharia do lobby, pintura da fachada em off-white, além da piscina externa que recebeu a instalação de frisos em grafite escuro.

Mármores tradicionais brasileiros foram inseridos para revestir o piso dos toaletes e lavabos. William Simonato também participou juntamente com Luiz Ricardo Bick, do projeto de interiores que levou a assinatura Bick Simonato. A dupla foi responsável pela área dos quartos e corredores do hotel, lançando um olhar contemporâneo sobre uma cartela de referências que combina o desenho arquitetônico clássico – a cargo do reposicionamento da balaustrada, desenho do gradil das varandas, aplicação de boiserie sobre a composição de linhas retas e simétricas – à curadoria assertiva de peças que compõem um atualizado cenário de design high­end.

O croqui explora uma minuciosa paleta em tons de cinza, fio condutor que conecta os seis níveis de quartos, distribuídos pelos 141 apartamentos, incluindo 59 suítes, a Presidencial e a Royal, a unidade especial de 528 m². Arrematado pela tapeçaria de motivos geométricos, o projeto de interiores marca o compasso geográfico por meio de um discreto conjunto de elementos brasileiros, percebido no linho que reveste os mobiliários como banquetas e estofados, cortinas – as mais especiais estampadas nas cores da bandeira em tonalidades mate. Somado a isto, está a seleção de fotografias em preto e branco de monumentos emblemáticos paulistas, cenas do cotidiano e paisagens naturais, assinados pelos renomados fotógrafos Rômulo Fialdini e Dani Tranchesi.

A Deluxe Junior Suite é uma das acomodações do hotel

O mobiliário das suítes mistura elementos clássicos e contemporâneos com maestria, criando uma ambientação esteticamente atraente e acolhedora. Todos os quartos têm em comum: a amplitude, a incidência de luz natural e os terraços debruçados para a exuberante vegetação do Parque Burle Marx. Coube à empresa A Janela Cortinas a confecção de todas as peseiras das camas e almofadas decorativas, assim como as cortinas dos apartamentos e de todas as áreas comuns.

Nos apartamentos, os hóspedes poderão dormir num colchão seis estrelas, este, o nome do modelo desenvolvido pela Americanflex para atender o empreendimento. O Balance Palta é composto por espuma tecnológica de alta resiliência e tecido belga hipoalergênico de alta gramatura com viscose de bambu e aplicação de retardante de chamas, desenvolvido em parceira com o fornecedor BekaerDeslee além das molas individualmente ensacadas. “A Americanflex sempre pensou no melhor produto para atender o setor hoteleiro, e o Hotel Tangará recebeu de forma exclusiva um produto à altura desse grandioso empreendimento” afirmou o Gerente de Hotelaria Werter Uhdre.

Fonte no spa

A boa noite de sono dos hóspedes também foi uma preocupação da divisão de hotelaria da Trussardi. Os quartos receberam lençóis, fronhas e capas de duvet no tecido 300 fios 100% algodão egípcio, enquanto as suítes Royal e Presidencial foram vestidas com o mais nobre 500 fios 100% algodão egípcio incorporando o elegante acabamento Ajour. Já os noivos e noivas passarão as noites de núpcias em enxovais maravilhosamente trabalhados em bordados artesanais. As toalhas são de puro algodão com acabamento extra cotone que garante a maior maciez em todas as peças.

A Trussardi também foi responsável por todos os itens que compõem o enxoval do spa. “Fomos convidados para participar do projeto do Palácio Tangará quase três anos antes de sua inauguração. Durante o processo de escolha dos tecidos, acabamentos e produtos, fomos envolvidos pela atmosfera clássica e elegante do projeto para o hotel, o que refletiu nesse excelente resultado final do enxoval. Tudo foi pensado nos mínimos detalhes e executado com muita precisão. Fazer hoje parte do Palácio Tangará foi de certo um grande reconhecimento pela qualidade de nossos produtos e uma imensa honra para todos nós”, enfatizou Mônica Pires, Diretora Comercial da Trussardi Hotelaria.

Os apartamentos contam com televisores 4K da marca LG que reúnem o que há de mais moderno em tecnologias para exibição de imagens e conteúdos disponíveis no mercado e agregam ainda mais na experiência única que os hospedes terão no local, através dos recursos embarcados. Através da plataforma Smart webOS, o hotel pode oferecer serviços exclusivos e diferenciados para aos hóspedes sem a necessidade de qualquer acessório externo e tudo isso através de um gerenciamento centralizado. Além disto, está à disposição dos hóspedes uma variada opção de canais a cabo.

Sala da suíte Deluxe Junior Suite, onde o conforto e sofisticação estão presentes em cada detalhe

A fechadura Vingcard Essence RFID, da ASSA ABLOY Hospitality, foi a escolhida pelo Palácio Tangará. Segurança e elegância foram os motivos da decisão. Desenvolvida com a engenharia sueca de produto e alta tecnologia, o modelo Essence é único no mercado também pelo seu design diferenciado.

Todo o sistema de gerenciamento dos apartamentos e áreas sociais, dentro do qual a fechadura está integrada, é operado pelo software Visionline da ASSA ABLOY Hospitality de forma online, onde todos os acessos são monitorados em tempo real além de oferecer inúmeras vantagens operacionais de governança, manutenção e segurança. Os cofres Elsafe da marca também foram escolhidos para atender às rígidas necessidades de segurança do Palácio Tangará.

Nos banheiros dos apartamentos também se nota a preocupação do hotel com o padrão de acabamento com produtos personalizados e exclusivos, como os acessórios fornecidos pela Crismoe em acabamentos cromado e níquel oxidado, como: toalheiro escada possui 2,80 m de altura, toalheiros barra, toalheiros blindex; papeleiras duplas com porta celular, colunas de piso com papeleira reserva, cabides, ganchos para cortinas, puxadora dos armários dos quartos, cabides verticais duplos, gravateiros, barras de segurança angular, todas as barras dos WC PCD (norma ABNT BR 9050).

Toda linha de papelaria, acessórios em quartos e diversos produtos do Hotel foi fabricado pela Maria Coura, como bandejas, lixeiras, chaveiros, risque rabisque, porta objetos, suporte pra tablete, caixas pra lavanderia, cestos trançados, porta joias, caixa pra Nespresso, apoio de mala e organizadores de gavetas.

Inspiração francesa
Quem assina os projetos de arquitetura de interiores das áreas sociais, como lobby, bar, restaurante e spa é o escritório arquitetônico de Patrícia Anastassiadis. Quando a profissional assumiu as obras, em 2015, o invólucro era apenas uma estrutura de cimento e pilares áridos, com fechamentos austeros. Patrícia encapsulou as paredes em delicadas boiseries de baixo relevo, acentuando uma certa leveza ao que poderia ser opulento demais. Revestiu o piso com mármore e, sobre ele, plantou um “tapete” elipsoidal em parquet francês, executado em padronagem solar de listras estilo chevron.

Em cima de tudo, o recorte côncavo no teto criou uma espécie de domus para abrigar o trabalho de folhas de ouro da artista Laura Vinci, o Lux Capela, que também evoca, de um jeito moderno, os tempos do Brasil-colônia. “Não sei projetar sem história, ficaria vazio e sem sentido para mim. O que mais me inspirou foi uma aquarela do século XVIII do Debret, com matizes acinzentados que dizem tudo sobre o olhar que o forasteiro sempre teve daqui. Este foi o ponto de partida para a paleta cromática. Fizemos um estudo cuidadoso para chegar, inclusive à tonalidade das paredes, buscando um cinza que não fosse frio”, revela Patrícia.


E ela detalha mais alguns ambientes que compôs. O counter da recepção faz uma releitura dos grandes hotéis franceses (em especial os legendários châteaux parisienses), em vidro, latão e couro, sinalizando a mistura fina de materiais que caracteriza o trabalho da arquiteta, que sempre tratou seu ofício como alta-costura. “Faço algumas interferências com camurça e pedra, de certa forma ‘vestindo’ a arquitetura de interiores, criando novas camadas que plasmam texturas, intrigam o olhar, acionam o tato. Atrás do balcão, a obra Mixirica, de Artur Lescher, alinha a cena. Um detalhe curioso, emocional e pragmático no processo criativo da arquiteta é justamente a seleção das obras de arte: que determina o espaço somente após a escolha dos trabalhos para cada área.

Sobre bases sofisticadas – que incluem um tapete de 200 m² desenhado por Patricia em degradê e executado na Índia – a mobília também é quase 100% autoral. Anastassiadis orquestra, em poltronas, sofás e cadeiras, referências Art Déco, Art Nouveau e orientais com certo mood aerodinâmico, curvas sensuais e proporções um pouco mais generosas, feitas sob medida.

Um dos exemplos dessa originalidade é o sofá Jean, que tem shape delineado em homenagem a Jean-Georges Vongerichten, o chef três estrelas Michelin que capitanea a cozinha do Tangará – todas as mesas com vista para o parque, incluindo no reflexo dos brises de espelho que Patrícia colocou para não privar ninguém do espetáculo verde do Palácio que já nasce com o status de mais racée do Brasil.

Foi criado no teto da recepção uma espécie de domus para abrigar o trabalho de folhas de ouro da artista Laura Vinci, o Lux Capela Sala

O restaurante conta uma private dinner, chef´s table para 16 convidados e adega climatiza fabricada pela Art des Caves de 17m². Internamente, ela é composta de um moderno garrafeiro no estilo taquinho com capacidade para 1050 garrafas de vinho, sendo 930 Bordeaux, 60 Magnum e 60 meias garrafas, produzida em freijó maciço com pintura satinê na cor cinza seguindo os padrões do piso e das paredes do hotel.

Existem também outros lugares menos formais para comer ou beber: o Burle Bar, para drinques, e o Parque Lounge & Terraces, com mesas no lobby e no terraço com vista para a piscina. A empresa de móveis Pátio Brasil forneceu 100% da área externa social incluindo restaurante e piscina e 100% das varandas e sacadas dos quartos e suítes presidencial e Royal.

Coube à empresa Schipper fazer a concepção operacional e a seleção dos utensílios de alimentos e bebidas capazes de proporcionar as melhores experiências gastronômicas. Para isto, ela trouxe o que há de melhor dos cinco continentes. Da Alemanha vieram os talheres, rechauds de indução e itens de buffet da renomada WMF, além das porcelanas da Tafelstern e outros equipamentos de ultima geração. Da Itália vieram parte dos utensílios em vidro e inox.

A França e a Espanha contribuíram com a tradição e alta performance dos itens da cozinha e confeitaria. Dos Estados Unidos, vieram equipamentos de armazenagem e distribuição. Para finalizar, foram cuidadosamente selecionados os melhores complementos no mercado nacional para surpreender e encantar os hóspedes do check in ao check out.

Coube à Electrolux Professional, através da sua distribuidora Takko, fornecer todo o sistema de higienização de pratos, louças e utensílios. O objetivo foi garantir ao hotel alta produtividade, otimizando mão de obra e baixo consumo de água e eletricidade, dentro do protocolo internacional ETL de higienização.

As lavadoras permitem, inclusive, a implantação do sistema HACCP de higiene. Além disso, a Electrolux forneceu alguns equipamentos de cocção como as potentes salamandras para finalização de pratos. A Rational forneceu cinco equipamentos CombiMaster Plus para este empreendimento.

A empresa São Rafael forneceu quatro câmaras frigoríficas congeladas; oito câmaras frigoríficas resfriadas; uma câmara frigorífica de flores; duas salas de preparo; duas Adegas e uma câmara de lixo orgânico.

Outro importante projeto desenvolvido neste hotel foi o realizado pela SI 2 – Soluções Inteligentes Integradas. De acordo com o Diretor da empresa, Jayme Spinola Castro Neto, os requerimentos estabelecidos como prioritários, tanto pela propriedade como pela Oetker Collection, para os sistemas especiais (instalações de “low voltage”) concentravam-se em uma rede de comunicações única e integrada e ao atendimento aos mais altos requisitos de operação e manutenção hoteleiros e prediais, apoiados nos mais modernos requisitos de sustentabilidade. “Nosso projeto procurou desenvolver uma rede de comunicações, dimensionada não só para atender aos mais modernos softwares para operação hoteleira – de
terminados pela Oetker, como também aos mais modernos conceitos hoteleiros, voltados à “experiência do hóspede”, como IPTV, telefonia IP, rede Wireless, entre outros, associados a sistemas de automação das instalações e segurança predial direcionados à sustentabilidade da operação”, revelou Castro Neto.

O restaurante Jean Georges é uma das opções gastronômicos do empreendimento

Já a empresa Vescom forneceu todos os revestimentos vinílicos para paredes aplicados na recepção, business center, bar, wine room e banheiros. Foi utilizado o modelo Tessera que possui um desenho fino com aparência de seda, incorporando funcionalidade e beleza. Já as cortinas Trevira CS, instaladas no lobby, são do modelo Zembra. Elas incorporam o máximo da tecnologia antichamas à funcionalidade, com delicados detalhes de costura na vertical.

A By Kamy também esteve presente em seis importantes ambientes fornecendo tapetes. No Hotel Bar foi utilizado o modelo Naturo Delhi Mix Rato de 6,5m x 2,5m, que conferiu luxo ao espaço. Já no lobby lounge, o Tapete Degrade Black maximizou a área com muita elegância. Na brinquedoteca, o Tapete Safira de 3,2m x 3,2m garantiu o conforto tão importante a esse tipo de local. No restaurante, lugar de grande convívio social, o Carpete Especial Carnaby de 19,6m x 12,15m assegurou a decoração de interiores do espaço. No relaxion lounge, foi aplicado o Revolution, tapete que tem em sua composição 90% vinil e 10% poliéster, que permite uma fácil manutenção e confere design a qualquer espaço.

O Cristal Ballroom é uma das salas de eventos

No retail, foi aplicado o Tapete Lancelot, que tem confecção industrial de origem indiana, 100% Viscose.
Para assegurar o padrão de qualidade em higienização e limpeza do enxoval de cama, mesa e banho, o hotel adquiriu as compactas lavadoras de copos, os ergonômicos modelos com capota (que consomem somente dois litros de água por ciclo) e também as modernas rack types Electrolux que lavam até 250 cestos/hora. Elas possuem sistema ESD para aproveitamento do calor do vapor, resultando em mais de 20% de redução no consumo de energia. A durabilidade dos equipamentos também foi levada em consideração, já que são fabricadas em aço 304 (com tangues em aço 316) e com proteção à água e variações elétricas.

Espaços exclusivos
O Palácio Tangará oferece espaços exclusivos para eventos, com entrada independente do hotel e todos banhados em luz natural com vista para um exuberante parque tropical. Nove modernas salas atendem desde pequenas reuniões corporativas para 10 pessoas até uma sala de 600 pessoas para grandes comemorações.

Estas salas contam com uma moderna tecnologia em som e iluminação, assim como muita comodidade para montar e desmontar eventos. Esta área de eventos conta com 3 mil m², incluindo os terraços e as salas são divididas assim: Salão Cristal – 442m² (sala) e 448m² (terraço); Salão Esmeralda – 145m²; Salão Água-Marinha – 183m²; Sala Topázio – 23m²; Sala Jacarandá (boardmeeting) – 55m²; Sala Manacá– 73m²; Sala Aroeira – 65m²; Sala Paineira (boardmeeting) – 65m² e Sala Pau Brasil – 54m². No foyer da área de eventos, existe uma obra chamada Lux Capela de Laura Vinci, com 230 vidros tipo murano que refletem a mata do parque.

Uma das grandes apostas do empreendimento é o Spa. A experiência do cliente começa no corredor que dará acesso à recepção. Ali, através da trilha sonora, iluminação aconchegante, cartela cromática e tecidos luxuosos, o hóspede será transportado para um universo relaxante e sensorial, um verdadeiro oásis. A recepção possui linhas orgânicas e um balcão que parece emergir do piso.

O chef´s table é um espaço gastronômico para 16 convidados

Ao passar pelo check in, outra agradável surpresa: uma antessala inteiramente revestida de pastilhas com aconchegantes sofás e ao centro, espelhos de água saem de suspensões de aço idealizadas exclusivamente para o ambiente. Privé, o Spa terá apenas seis salas de tratamento, para garantir uma experiência única a cada um dos frequentadores. O toque final fica por conta da piscina semiolímpica aquecida, feita em mármore e coberta por uma claraboia de vidro, permitindo a incidência de luz natural. Em seu centro uma linha que cruza da área externa até o interior da piscina culminando em um círculo.

Esta piscina interna fica na área de spa

No Spa o toque especial fica por conta da fonte localizada bem na entrada com torneiras Tube de teto desenvolvidas pela Deca, com comprimentos diferentes e vazão própria em cada bica para que não haja respingos. A Deca foi a empresa escolhida para fornecer todas as louças e metais das áreas comuns do Hotel. Nos banheiros, foram escolhidos produtos de luxo que atendessem aos quesitos de alta performance. As bacias dos modelos Wish e LK, cubas L.1061 e torneiras eletrônicas da linha Decalux e chuveiros cubo foram as linhas selecionadas para compor os ambientes.

Outro espaço bem aconchegante criado no hotel é o Play Kids, totalmente dedicado às crianças, pois conta com serviço de monitoria, mini-cinema, brinquedos, biblioteca, entre outras opções de entretenimento. Visando garantir total conforto e segurança para as crianças se divertirem, a Indusparquet forneceu o piso Multistrato Sucupira Grigio, da linha ecológica Ecostrato.

O Play Kids é um espaço para a criançada

Ele foi desenvolvido para atender uma grande demanda mundial por produtos ecológicos, pois é produzido com lamelas de madeira tropical maciça, de 3 mm a 5 mm coladas sobre uma base de madeira também maciça, selecionadas segundo padrões de cores. Já a tonalidade cinza com detalhes rústicos confere um clima acolhedor e contemporâneo para o ambiente, combinando com móveis em cores fortes. Além do Play Kids, o piso também foi inserido nos seguintes ambientes: pré ballroom, corredor e acesso ao kids, main balroom , bar e chapelaria. Coube à Hamam Development fazer a implantação deste empreendimento.

Fitness center

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here


CAPTCHA Image
Reload Image