HOME Matérias Número de cruzeiristas cresce 6,3% no mundo em 2017

Número de cruzeiristas cresce 6,3% no mundo em 2017

Impacto na economia brasileira pelos cruzeiros na última temporada foi de mais de R$ 1,6 bilhão

25
0
SHARE
Infográfico da CLIA (Cruise Lines International Association) mostra desempenho mundial dos cruzeiros - Crédito: CLIA

Com mais de 26,7 milhões de passageiros, o fluxo de passageiros que embarcaram em cruzeiros marítimos em todo o mundo aumentou 6,3% em relação a 2016. Os dados foram divulgados pela CLIA (Cruise Lines International Association), que tinha expectativa de chegar a 25,8 milhões de pessoas.

Se comparados ao ano de 2009, quando 17,8 milhões de passageiros foram embarcados, os números de 2017 apontam um aumento de demanda de 50%.  Para 2018, com base no novo cronograma de lançamento de navios, as projeções da CLIA mostram que o mercado deve chegar a 28 milhões de cruzeiristas.

Os dados de origem dos passageiros que embarcaram em 2017 mostram que o maior volume vem da América do Norte (49%), com crescimento de 5%, seguida pela Europa (26%), com aumento de 2,5%. A Ásia, que representa 15% do volume de passageiros, foi o mercado emissor que mais cresceu, registrando aumento de 20,5%, seguida pela Austrália / Pacífico (5,4%) e América do Sul e Central (3,2%). A análise da CLIA também revela que a idade média dos turistas em cruzeiros oceânicos no mundo foi de 47 anos, com duração média de viagem de 7,2 dias.

No Brasil, a próxima temporada de cruzeiros marítimos (2018/2019), com início em novembro, terá cerca de 496 mil ofertas de leitos em navios, um crescimento de 13% em relação ao período anterior. “O potencial dos cruzeiros no Brasil é imenso e os números mostram que estamos retomando um importante ritmo de crescimento. Nosso impacto na economia na última temporada foi de mais de R$ 1,6 bilhão, mas pode crescer se tivermos melhorias na regulação do setor, infraestrutura e desenvolvimento de novos destinos”, explica o presidente da CLIA Brasil, Marco Ferraz.