HOME Matérias Especial Novotel Barra abre as portas no Rio de Janeiro

Novotel Barra abre as portas no Rio de Janeiro

Esta é a 25ª operação da rede Accor no Rio de Janeiro que consolida ainda mais a presença no estado

119
0
SHARE

A rede francesa AccorHotels colocou em operação no início do mês de setembro o seu 25º hotel no estado do Rio de Janeiro: localizado na capital fluminense, o Novotel Rio de Janeiro Barra da Tijuca possui vista para o mar e a localização como um dos diferenciais. Está localizado na Av. Lúcio Costa, 5210, próxi-mo a pontos importantes como Barra Shopping e os Centros Empresariais da Av. das Américas, fácil aces-so ao Aeroporto Internacional do Galeão, ao Riocentro, ao HSBC Arena e à Cidade das Artes. O empreen-dimento é o sexto da rede Accor no bairro e demandou mais de R$ 71 milhões de investimentos via FUNCEF, Performance e Centro Serra e foi construído pela Galwan Construtora e Incorporadora.

Em um edifício de 12 andares, o hotel oferece 234 apartamentos, sendo duas suítes com vista para o mar e 12 apartamentos adaptados para pessoas portadoras de necessidades especiais. Os quartos possuem uma moderna infra estrutura para maximizar o conforto e sofisticação dos hóspedes e isto inclui colchão cama box da marca Castor, enxoval de cama e banho da Teka, ar-condicionado, TV de LCD da marca LG de última geração com uma variada programação a cabo, wi-fi gratuito, minibar da marca Dometic, cofre eletrônico Surface, fechadura eletrônica da marca VingCard com abertura através de cartão magnético no sistema de rádio frequencia, bancada de trabalho e  room service 24 horas. Coube a empresa VAG Confecções produzir as cortinas e o enxoval decorativo de alto padrão de qualidade que incluiu saia box e almofadas.

Quem desenvolveu o projeto arquitetônico foi a Paulo Casé Planejamento e Arquitetura e foi na localiza-ção, o primeiro desafio a ser vencido. “Diante da limitação inicial do terreno, localizado em uma esquina da Av. Lucio Costa, a partir da junção de novos terrenos, consolidou-se a ideia de um projeto desenhado em um grande bloco cuja forma e posição expressam a preocupação em evitar sombreamento sobre a praia. Sua volumetria distinta tem uma leitura bem  clara entre embasamento, corpo e coroamento. As colunas da edificação demarcam o perímetro desta e fazem a junção destes três elementos, procurando distinguir o hotel das demais construções da região e valorizando sua verticalidade. Materiais nobres como o granito e pele de vidros verdes complementam o conjunto arquitetônico”, revela o arquiteto coordenador do projeto, Gustavo Cotrim.

Conforto e sofisticação

Quem assinado o projeto de interiores é Thomas Michaelis e segundo ele, o objetivo foi capturar toda a beleza e a dinâmica da Barra da Tijuca. “O térreo conta com layout que prioriza a vista para o mar de maneira que proporcione uma experiência única para o hóspede. Sua marcenaria personalizada, móveis aconchegantes e coloridos visam trazer o ambiente praiano descontraído mesclado com elementos sofisticados que estão afina-dos com o padrão da bandeira, além de contar com o fitness e sua deslumbrante vista para a praia”, enfatiza Michaelis.

Foto 4 Paulo Mancio
Paulo Mancio: “Esta implantação foi cheia de desafios, mas nossa expertise soube superar e atingir os resultados”

Se a localização privilegiada ressalta os atributos do empreendimento, ela foi um desafio para a implantação, pois a logística é complexa, em termos de trânsito para toda infra para construção, assim como a circulação dos caminhões de carga. Paulo Mancio, Diretor Técnico de Implantação e Patrimônio da Accor para a América do Sul foi quem coordenou os trabalhos de implantação com uma equipe muito experiente no assunto. “Tivemos um longo trabalho de quatro meses para entender todas as formas de melhorar o fluxo de colaboradores pelas áreas do hotel e otimizar o trabalho nas questões relacionadas a arquitetura do empreendimento, principalmente em como tornar o fluxo de movimentação e a distância entre cada uma das áreas. Para isto, foi essencial a sinergia com os projetistas de arquitetura e interiores e a equipe de operações. Nestes encontros, buscamos avaliar qual o menor percurso para o colaborador fazer para atender e oferecer a melhor qualidade de seu serviço, além de checar todas as direções que devemos tomar para concepção do projeto. Uma metodologia importante no desenvolvimento deste projeto são os standards de áreas, os ratio – tamanho médio de cada área – uma cozinha já tem em uma média determinada de área, assim como a área de manutenção, lavanderia, entre outras áreas do hotel. Tivemos um cuidado especial com este empreendimento para atender a proporcionalidade das áreas, principalmente para trazer soluções quanto aos componentes chamados back of the house – áreas que são trafegadas apenas pelos colaboradores e como fazer com que o dia a dia deles seja mais eficaz na locomoção e ida nos quartos ou nas salas de eventos, permitindo uma melhor conexão para cada área do empreendimento”, destaca Mancio.

Conceito sustentável

Segundo ele, este empreendimento foi concebido baseado em dois conceitos de sustentabilidade bem importantes. “No eixo de consumo de água, criamos um reaproveitamento de água no esgoto primá-rio e secundário. Na prática, a água da pia e do chuveiro descem por gravidade, onde a água é tratada e bombeada para outra caixa d’água superior que é utilizada nos sanitários. Neste processo economizamos cerca de 25% de água em todo o consumo. O segundo eixo é o da energia, onde instalamos três grandes pontos: iluminação utilizando lâmpadas de LED – de quarta geração – que consomem muito menos ener-gia, que uma lâmpada convencional. Dentro deste eixo, outra etapa de instalação foi implantar um siste-ma de ar condicionado usando o sistema VRF – que trabalha somente on demand – ou seja, só funciona com carga térmica, e caso não seja ativado, entra em um sistema econômico/inteligente. Baseado em uma análise de operação de cada hotel é fundamental dizer, que como vivemos em um país tropical, o consumo médio de energia dentro de um hotel, calculamos como base que 60% dos gastos são resultan-tes do uso do ar condicionado dentro de um hotel. O mesmo ocorre também com os elevadores onde implementamos o sistema VRF e conseguimos reduzir em até 25% os gastos. Fundamental ressaltar que fazemos uma análise energética para escolha do melhor equipamento”, conclui Mancio.

Moderna infraestrutura

Na área gastronômica o empreendimento conta com o Bar e Restaurante 365 com culinária contem-porânea. Coube a empresa Schipper & Thompson fornecer os utensílios de cozinha que trazem a quali-dade e robustez das caçarolas, frigideiras e caldeirões profissionais importados; Na mesa brilham as ele-gantes louças alemãs da linha Enjoy, de design moderno, atemporal e contornos suaves. Nas taças WMF Smart, altamente resistentes e elegantes são servidos os mais finos vinhos. Os talheres WMF Contour, fabricados em aço alemão Thyssen Krupp, são resistentes à corrosão e possuem excelente espessura, com bordas arredondadas e simétricas. No bar foram selecionadas taças e copos da Italiana Bormioli Rocco e na área de piscina copos e tulipas em policarbonato inquebráveis. Na confeitaria os utensílios, assadeiras e moldes em silicone são da francesa Matffer. Na nobre área de Buffet a seleção de itens en-volvem várias marcas internacionalmente famosas como WMF, Arcoroc, Frilich, Baucher, Silit dentre outros.  A empresa forneceu ainda boa parte dos materiais das áreas de governança, distribuição e higie-nização. Coube a Topema fornecer os equipamentos da cozinha.

O hotel também dispõe de completa estrutura para eventos, um centro de convenções com 10 salas e capacidade para até 500 pessoas, equipamentos audiovisuais de última geração e ambientes climatizados. Somada a infra estrutura está um moderno fitness Center, kids corner com TV e brinquedos infantis, piscina na cobertura, sauna úmida e sala de repouso, sendo que todos os ambientes possuem acesso a internet sem fio gratuita.

SHARE

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here


CAPTCHA Image
Reload Image