HOME Matérias Modernização Mercure Belvedere (MG) aposta em renovação da decoração para atrair clientes

Mercure Belvedere (MG) aposta em renovação da decoração para atrair clientes

46
0
SHARE
Mercure Belvedere (MG) após revitalização

Para causar uma excelente impressão no cliente, desde o início, o hotel Mercure Belo Horizonte Belvedere (MG) repaginou sua recepção, para apresentar um ambiente atraente, convidativo e bem harmonizado. O arquiteto Junior Piacesi é especialista em projetos hoteleiros e foi o responsável pelo projeto.

Segundo Piacesi, é importante se criar uma recepção que encante o cliente e cause, já naquele espaço, uma primeira admiração por todo o empreendimento. Na recepção do Hotel Mercure, ele projetou um espaço com conceito contemporâneo. “O hotel tem o objetivo de sempre inovar. O novo conceito que o Mercure quer passar para os seus clientes é de um espaço mais atual. Um local onde o cliente possa se sentir mais confortável. O hotel tem uma preocupação muito grande sobre a incidência da luz, o tipo de sofá e como é o fluxo do hóspede até o caixa, por exemplo. Nós trabalhamos muito com este contexto do hotel design”, explica.

Junior Piacesi afirma que tudo foi modificado na recepção do hotel, que antes possuía um outro nome e teve que ser remodelado para ficar com o estilo e o padrão que o Mercure oferece. “A recepção era toda em mogno, uma madeira muito escura um estilo de épocas atrás. Por isso, sempre que fazemos uma repaginação buscamos fazer uma coisa mais atemporal. Afinal, se dentro de sua própria casa você tem um investimento que precisa ser mudado ou remodelado de tempo em tempo, imagina em um hotel? Por isso, fazemos um trabalho que não envelheça tão rápido. Usamos as cores preta e branca, trocamos toda a iluminação, todos os sofás e, também, as plantas. Demos uma nova cara para o hotel”, conta.

Piacesi lembra ainda que a recepção é um ambiente onde o cliente, ao fazer o check in ou check out, precisa ter um tempo de espera. Para que este momento não seja desconfortável para o hóspede, é preciso investir em atrativos, como um café, um bar, internet acessível, um bom sofá para leitura, coisas que se integram dentro do mesmo espaço.

Guilherme Mendes, gerente geral do hotel, revela que as mudanças feitas no local foram primordiais, pois o estabelecimento recebe, além de hóspedes, participantes de eventos e clientes para o bar e o restaurante, que transitam pela recepção. “A recepção é o cartão de visitas do hotel e é fundamental que tenhamos um espaço convidativo e moderno, que atraia o olhar do público e faça com que as pessoas sintam vontade de estar e se hospedar”, avalia.

Junior Piacesi revela que, em média, a cada cinco anos é preciso fazer uma atualização na recepção dos hotéis, pois o fluxo de pessoas é muito grande e necessita de cuidados.

SHARE