HOME Matérias Aconteceu “Megaeventos e seus reflexos na indústria da hospitalidade” foi tema de palestra...

“Megaeventos e seus reflexos na indústria da hospitalidade” foi tema de palestra no 55º Conotel

59
0
SHARE

Terminou agora há pouco a última palestra do segundo dia do ciclo de debates do 55º Conotel – Congresso Nacional de Hotéis, que acontece em paralelo a primeira edição da feira Food Hospitality World, no Transamérica Expo Center, localizado na zona Sul da capital paulista. O congresso segue até amanhã (27/03), juntamente com a feira.

 

A palestra abordou o tema “Megaeventos e seus reflexos para indústria da hospitalidade: pré, durante e pós realização”, e contou como palestrantes Adenauer Góes, Secretário de Turismo do Estado do Pará e Marcelo Rehder, Presidente do SPTuris, e como debatedores Bruno Omori, presidente da ABIH/SP – Associação Brasileira da Indústria de Hotéis do Estado de São Paulo e Flávia Matos, Diretora Executiva do FOHB – Fórum dos Operadores Hoteleiros do Brasil.

 

No início do painel os palestrantes apresentaram alguns cases das áreas de turismo, como o Sírio de Nazaré, em Belém (PA), os eventos esportivos e de negócios realizados em São Paulo, considerado o principal destino de eventos do país, com o objetivo de mostrar aos presentes que qualquer evento dependendo de sua magnitude necessita de um planejamento e um envolvimento de todas as esferas do governo, e de entidades do setor de turismo, e inclusive da hotelaria e de outras empresas. “Estas parcerias tem efeito multiplicador na economia e no planejamento destes eventos. Melhoram a auto-estima da cidade e dos equipamentos turísticos, e consequentemente atraindo novos eventos e negócios para cidade, além de gerar uma maior competitividade no setor”, frisou Rehder.

 

Góes reforça a ideia de Rehder dizendo que tudo necessita de planejamento em todos os setores inclusive no turismo. “O turismo como atividade econômica não acontece por milagre. Repito é preciso muito planejamento ainda mais com a vinda destes megaeventos, e os empresários do setor de turismo, englobando a hotelaria, que precisa se mobilizar mais e depender menos da gestão pública”, ressaltou.

 

De acordo com Lara outro fator importante para impulsionar a hotelaria e o turismo é os empresários do setor enxergarem os megaeventos como oportunidades de negócios. “O setor de turismo está vivenciando um momento único, com o crescimento da nova classe C que tem dinheiro para gastar e quer viajar mais para experimentar novas culturas e serviços. Também prezam muito pela sustentabilidade, e os empreendimentos e destinos tem que estar sintonizados com essa nova necessidade dos clientes e oferecer diferenciais e inovações”, observou.

 

Para finalizar Flávia complementa que as entidades do segmento hoteleiro estão alinhadas e vislumbrando os megaeventos não como um limitador da nossa atuação, na realidade uma grande oportunidade para alavancarmos o destino Brasil, e fazer um planejamento maior do setor além os megaeventos. “Como todas as entidades estão sintonizadas e mobilizadas para estes megaeventos e pós para o setor turístico no país. Também queremos que cada um dos meios de hospedagem contribuam e façam a sua parte, para aproveitarem essa oportunidade de se alinharem as mudanças do setor para oferecerem um serviço diferencial aos novos clientes”, concluiu. 

 

______________________________________________________________________________________________

Você necessita receber informação em tempo real para tomada de decisão e negócios ou mesmo para ficar bem atualizado?   

· Então, clique aqui e curta a nossa página no Facebook,
· Ou seja nosso seguidor no Twitter – www.twitter.com/revistahoteis  

______________________________________________________________________________________________ 

SHARE

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here


CAPTCHA Image
Reload Image