HOME Matérias Trade Marx Beltrão faz balanço do primeiro mês à frente do Turismo e...

Marx Beltrão faz balanço do primeiro mês à frente do Turismo e divulga planos

51
0
SHARE
Marx Beltrão, Ministro do Turismo

Marx Beltrão completou 30 dias no comando do Ministério do Turismo no último sábado, 5 de novembro. O novo ministro aproveitou a data para fazer um balanço do primeiro mês à frente do Turismo e falou sobre o desafio de assumir um cargo no Executivo Federal, numa pasta com potencial para gerar emprego e renda.

Segundo ele, este primeiro mês foi muito produtivo para conhecer e entender melhor as demandas do setor, quando esteve com representantes do trade, parlamentares, prefeitos e governadores, eventos como o Conselho de Viagens e Eventos Corporativos, em São Paulo, o Festival de Turismo de João Pessoa, o Festuris, em Gramado. “Pude observar que muitas coisas poderiam ter sido adiantadas se tivesse mais vontade política. Muitas pautas que o trade está trazendo dependem de esforço político e eu estou disposto a ajudá-los nesse sentido. Sobretudo do ponto de vista jurídico – que avançaremos com a reformulação da Lei Geral do Turismo”, adianta o Ministro.

Marx Beltrão afirma também que o Brasil tem um grande potencial turístico, e por isso, é preciso consolidar leis de fomento, programas de incentivo e profissionalização. O executivo da pasta aponta que é necessário mapear as prioridades, as cidades-chave em cada região para ir em busca de soluções dos pontos mais urgentes e, em seguida, os de menor impacto. Para tal, isso só deve ser possível – segundo Beltrão – se o orçamento para o setor for maior que o atual, para o desenvolvimento de políticas voltadas para o setor, melhoria de infraestrutura e promoção dos grandes atrativos.

Beltrão declarou também que o Ministério precisa avançar em pautas importantes como a criação de Áreas Especiais de Interesse Turístico, a criação de PPPs para gestão dos parques públicos nacionais, a manutenção do benefício da isenção de vistos para estrangeiros, a criação de um ambiente de negócios mais favorável para investimentos. “Temos o dado de que, hoje, o turismo emprega cerca de 3,2 milhões pessoas, mas temos a convicção de que precisamos ser mais competitivos. Somos a décima maior economia de turismo no mundo e estamos em primeiro lugar quando se trata de recursos naturais.  Atualmente, cerca de 60 milhões de brasileiros viajam pelo País, mas há outros 70 milhões prontos para entrar nesse mercado. E é esse grande potencial que contribuirá de maneira significativa para tirar o país dessa situação de crise. No entanto, para isso é preciso que governo federal, gestores locais e empresários trabalhem juntos para promover nossos destinos e atrair cada vez mais visitantes para movimentar as economias locais e consequentemente gerar renda”, pontua.

Turismo interno

Beltrão afirma que o crescimento do interior do Brasil tem apresentado desempenho superior as áreas urbanas. De acordo com uma pesquisa recente, 38% do consumo do país está fora das capitais e regiões metropolitanas e de cada 10 brasileiros da classe média, 6 estão no interior.

Outro dado mencionado é que as famílias da classe média do interior têm renda 20% maior que as famílias de classe média das capitais, mas gastam 50% menos em passagem aérea. Isso acontece pela falta de acesso dessa parte da população aos aeroportos. “A missão do Ministério do Turismo é incentivar e facilitar as viagens, portanto nada mais correto do que apoiarmos o programa de aviação regional do governo federal. A aviação aproxima pessoas e impulsiona a economia do interior”, destaca.

Segundo ele, o Ministério do Turismo está investindo, em conjunto com outras pastas do Governo Federal, em obras de pavimentação, construção e reforma de rodovias em todo o país. “É uma forma de conectar destinos, pessoas e tornar o Brasil um país mais acessível, mais prático e fácil de se viajar”, apontou o Ministro.

SHARE

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here


CAPTCHA Image
Reload Image