HOME Matérias Gastronomia Le Cordon Bleu São Paulo recebe primeiros alunos do Instituto de Artes...

Le Cordon Bleu São Paulo recebe primeiros alunos do Instituto de Artes Culinárias

Os cursos são reconhecidos por empresas e profissionais da gastronomia do mundo inteiro

320
0
SHARE
Alunos e Chefs no Orientation Day - Crédito: Ali Karakas

O Instituto de Artes Culinárias Le Cordon Bleu de São Paulo deu início às aulas na última segunda, dia 21 de maio. As turmas de Basic Cuisine e Basic Pâtisserie são compostas por 16 alunos cada e as aulas terão duração média de três meses, quando cada aluno receberá o certificado de nível básico. O conteúdo programático segue o mesmo padrão do Le Cordon Bleu internacional, presente em 20 países, com 35 institutos e mais de 20 mil alunos.

Reconhecido mundialmente pela excelência e qualidade de ensino que oferece em 123 anos de existência, a escola traz para o Brasil o conhecimento e tradição tão almejada por diversos estudantes brasileiros, que agora poderão cursar no próprio País os cursos do Le Cordon Bleu.  A escola está sediada na Rua Natingui, 862, na Vila Madalena, e recebe inscrições pelo site www.cordonbleu.edu. A abertura do Instituto de Artes Culinárias Le Cordon Bleu São Paulo é resultado de uma joint venture realizada entre o Le Cordon Bleu e a Ânima Educação.

Le Cordon Bleu São Paulo – Crédito: Ali Karakas

Orientation Day

No sábado, dia 19, os alunos participaram do Orientation Day, um dia especial que faz parte do processo de ingresso em uma das as turmas do Le Cordon Bleu. Neste dia, eles conheceram as salas de aula, foram apresentados ao corpo técnico e aos professores que os conduzirão na jornada gastronômica no instituto e receberam uniforme e o kit aluno, que entre outros materiais, possui um kit de facas, ferramentas indispensáveis para o dia a dia dos alunos nos laboratórios de gastronomia.

Diretor Técnico

Quem conduz a área acadêmica e programação de conteúdo tanto de São Paulo quanto do Rio de Janeiro – que tem previsão de abertura para agosto desse ano – é o diretor técnico chef Patrick Martin, que desembarcou no Brasil há cerca de três meses para garantir a mesma qualidade e padrão de ensino de todo o mundo. Há 25 anos no Le Cordon Bleu, o Embaixador Internacional do Instituto foi responsável pelo desenvolvimento técnico e abertura das escolas do México e de Tóquio e atuou nas escolas da França, de Londres e nos Estados Unidos. Entre os prêmios conquistados, Martin recebeu o título de Chef do Ano em Paris, no “Trophée National”.

Martin comenta sobre “A minha primeira impressão é que os estudantes de São Paulo estão muito motivados, todos foram muito pontuais e disciplinados. Durante o Orientation Day fizeram bastante perguntas e se mostraram interessados. No primeiro dia de aula nós fizemos uma apresentação para eles sobre a história da culinária e pâtisserie e falamos das regras do instituto”.

Chefs

Na cozinha, os alunos terão como orientador o chef Jean Yves Poirey, que deixou a França há mais de 30 anos, quando desembarcou na Praia de Copacabana. Na lista de restaurantes que comandou, o chef passou pelo Bossa Café, Bossa Mar, Asian, e o Skylab, no 30º andar do Rio Othon Palace.

Alunos são recebidos por chefs professores do Le Cordon Bleu São Paulo – Crédito: Ali Karakas
Chefs Jean Yves, Patrick Martin e Renata Braune – Crédito: Ali Karakas

A chef Renata Braune assume as áreas de Preparo e Produção do Le Cordon Bleu São Paulo. Formada no Le Cordon Bleu em Paris, Braune foi uma das primeiras mulheres a atuar como chef no Brasil e a primeira chef mulher a competir no Toque d’or, que seleciona candidatos brasileiros para o Bocuse d’or. A chef esteve também no comando do Le Chef Rouge e do seu próprio restaurante, o La Reina Deli Bar.

Alunos

A vice-campeã do MasterChef Brasil 2017 Deborah Werneck tinha a opção de estudar em Ottawa, no Canadá, mas decidiu estudar em São Paulo. Ela integra o quadro dos alunos estreantes nas cozinhas do Le Cordon Bleu do Brasil e comemora o que para ela sempre foi um sonho. “Estudar no Le Cordon Bleu significa a concretização de um grande objetivo que me permitiu mudar minha vida profissional e abriu portas na gastronomia. Eu tinha a opção de ir para o Canadá, mas a oportunidade de estudar no Brasil, me formar na primeira turma e a reputação dos chefs e professores escolhidos pela a instituição, me motivaram ainda mais a estudar aqui. Os chef’s foram fator decisivo para minha escolha de estudar no Le Cordon Bleu Brasil”, diz.

A aluna mexicana Constanza Formoso, que irá cursar o Grand Diplôme, gosta de cozinhar desde pequena e escolheu o Le Cordon Bleu porque queria um programa integral de confeitaria e cozinha que não exigisse experiência profissional na área, além de ser reconhecida em outros países. “Antes de conhecer a escola e os chefs tudo isso para mim era intocável! Ouvia falar da escola e via fotos de chefs usando os uniformes brancos, mas nunca imaginei estar falando com eles e pedindo conselhos. A primeira sensação que senti foi a mistura de nervos e emoção. Agora sim é para valer!”, diz Constanza, que apesar de sonhar em ter sua própria pâtisserie, está aberta a atuar também em cozinha.

Graduada em administração e direito, Andrea Yamane sempre foi apaixonada por cozinha e decidiu mudar de vida ao se matricular para cursar o Grand Diplôme. “Quando soube da inauguração da escola em São Paulo, não tive dúvidas de que precisava estudar nesta instituição. Acredito que estudar no Le Cordon Bleu me proporcionará conhecimento sólido das técnicas culinárias. Quando conheci a escola e os chefs, fiquei maravilhada com a estrutura e a proposta da escola. Neste momento, tive a sensação de que fiz a escolha certa e que o investimento realmente valerá a pena”, afirma.

Primeiros alunos do Le Cordon Bleu São Paulo -Crédito: Ali Karakas

O aluno Guilherme Caldeira irá cursar o Diplôme de Pâtisserie. Formado em Farmácia, já trabalhava na área de confeitaria, mas sentia falta de ter uma educação formal. Por isso, sempre desejou estudar no Le Cordon Bleu e buscava escolas em outros países. Assim que soube que abriria no Brasil, entrou em contato e decidiu se matricular. “Eu já tinha visitado a escola durante as obras e parecia muito distante ver o resultado disso tudo. Conhecer o corpo docente foi uma concretização. Eu quero ter uma formação sólida e espero que seja também bem variada, porque confeitaria é muito ampla. Preciso ainda descobrir a minha paixão dentro da confeitaria e espero conseguir isso no Le cordon Bleu. No dia que eu estiver pronto, tenho interesse em abrir o meu próprio negócio”, planeja Guilherme.

Infraestrutura

O instituto Le Cordon Bleu São Paulo oferece aos estudantes infraestrutura completa, com sete cozinhas profissionais, sendo duas dedicadas às aulas de demonstração, duas para cozinha, uma para confeitaria e padaria, uma polivalente e outra para preparo e produção, além de auditório para aulas teóricas e uma biblioteca. Equipado com as mais modernas tecnologias, o novo Instituto brasileiro Le Cordon Bleu tem a mesma excelência em educação dos outros países com laboratórios que seguem os padrões da alta gastronomia internacional.

Programas e inscrições

O Instituto Le Cordon Bleu São Paulo oferece o Diplôme de Cuisine e o Diplôme de Pâtisserie. Cada diploma é composto por três níveis de certificações: Basic, Intermediate e Superior. Ao obter os dois diplomas, que podem ser concluídos em até nove meses, os estudantes conquistam o mais alto nível, com o Grand Diplôme. Todos os cursos são reconhecidos por empresas e profissionais da gastronomia do mundo inteiro. Com isso, a formação no Le Cordon Bleu é um passaporte para os estudantes que desejam construir uma carreira internacional de sucesso.

As inscrições para o Le Cordon Bleu São Paulo estão disponíveis no site do Instituto. www.cordonbleu.edu/sao-paulo/home/pt-br. Para mais informações sobre os cursos e inscrições, escreva para saopaulo@cordonbleu.edu ou saopaulo-admissao@cordonbleu.edu

No Rio de Janeiro, os candidatos também podem cursar o Cordontec Program e obter o Diplôme Cordontec em 18 meses. A formação segue as mesmas técnicas dos cursos clássicos, com o diferencial de que os alunos são treinados para atuar em equipes dedicadas a restaurantes e hotéis. Inscrições no site www.cordonbleu.edu/rio-de-janeiro/home/pt-br.

Em parceria com o Governo do Estado do Rio de Janeiro, através da Faetec, o Le Cordon Bleu oferecerá bolsas de estudo integrais para alunos que concluíram o Ensino Médio em escolas públicas estaduais do Rio de Janeiro. O instituto reservará um total de 20% das vagas de cada turma para a formação desses alunos. Em breve será divulgado o edital para inscrições.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here


CAPTCHA Image
Reload Image