HOME Matérias Aconteceu Inteligência do futuro é tema de painel na 5ª edição do LASOS

Inteligência do futuro é tema de painel na 5ª edição do LASOS

33
0
SHARE
O painel Big Data reuniu renomados profissionais para debater o tema

Direto de Buenos Aires – Argentina – O Diretor da TORE – Tourism Oriented Real Estate David Funtes foi o moderador deste painel que encerrou agora há pouco o segundo dia de atividades da 5ª edição do LASOS – Latin American Shared Ownership Summit. Este evento é promovido pela RCI – Resort Condominiums International até amanhã no hotel InterContinental de Buenos Aires. Os debatedores foram renomados profissionais que já haviam palestrados no dia de hoje, sendo: Alejandra Fehrmann da empresa G A Corporate, Gabriel Richaud da IAB México e Phil Brojan da RCI. David Funtes  começou perguntando aos palestrantes: Como eles explicaria o que é o Big Data e que impacto isto poderia ter no setor de tempo compartilhado.

Alejandra começou explicando que muitos dados são captados ao conquistar um cliente, mas é necessário ferramentas eficientes para poder explorá-los para criar novas expectativas. “É necessário incrementar inteligência na receita e assegurar valor a experiência vivenciada pelo cliente. Para isto, deve se adotar uma estratégia de negócio, fazer mix do target e limitar a estratégia de negócio antes de começar a agir. Primeiramente é necessário entender onde agir, o ponto fraco para captar clientes e ver quais os canais disponíveis”, disse Alejandra.

Para Richaud estes dados têm de gerar valores para os negócios, mas muito destes acabam se perdendo no banco de dados das empresas. “Trabalhando com dados certos e atualizados, as empresas poderiam saber a preferência do cliente para adquirir um outro produto de valor mais agregado ou para resolver alguma insatisfação”, justificou alertando que: “Qualquer questão de inovação pode se transformar em moda passageira, por isto é necessário capacitar o capital humano”.

Ele lembrou que a Netflix começou do zero a entender seus clientes, pois não tinha banco de dados e hoje é uma das maiores empresas no mundo que trabalham de forma inteligente. “Em posse do que os clientes gostavam, a Netflix passou a produzir conteúdos exclusivos e serviços personalizados. Com isto cresceu e conquistou mercado”.

Para Brojan, capturar dados dos clientes e oferecer soluções em tempo real, exige mais do que um CRM sofisticado. “Este é o gap maior na indústria e muitas estão tentando entender como fazer isto. Começar a agir sobre o problema e não na estratégia e criar novas conexões e insights podem ser boas soluções”.

A reportagem da Revista Hotéis viaja a Buenos Aires e se hospeda no hotel InterContinental a convite da RCI para cobrir este evento.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here


CAPTCHA Image
Reload Image