HOME Matérias Aconteceu Importância da governança hoteleira é debatida no Encontro da Hotelaria Mineira

Importância da governança hoteleira é debatida no Encontro da Hotelaria Mineira

493
0
SHARE
Maria José Dantas:"O gestor que não aprimorar suas técnicas não vai conseguir performance"

Direto de Belo Horizonte (MG) – Esse foi o tema da palestra de Maria José Dantas, Presidente da ABG – Associação Brasileira de Governantas e Profissionais da Hotelaria terminou agora pouco uma palestra na 17ª edição do Encontro da Hotelaria e Gastronomia Mineira. O evento promovido pela FBHA – Federação Brasileira de Hospedagem e Alimentação com realização da empresa Mensagem & Imagem tem a Revista Hotéis como Media Partner. Acontece no segundo andar do Aeroporto Internacional de Belo Horizonte, localizado na cidade de Confins, região metropolitana de Belo Horizonte. Ela começou destacando as dificuldades que teve que enfrentar quando iniciou sua carreira no setor. Começou a entender que era muito falho, duro e cruel tirar resultados num hotel que não adotava conceitos tecnológicos na operação. “Mas isso começou a mudar na década de 90 com a chegada maciça das grandes redes internacionais e com isso surgiu a necessidade de ter uma operação mais enxuta e rentável. Minha primeira grande experiência foi no Sheraton da Barra da Tijuca onde aprendi uma grande lição que um chefe me deu.  Não precisa de um mundo de pessoas para as funções, mas sim de pessoas eficientes. Assim, desenvolvi o padrão ABC de housekeeping em que determinava o tempo de produção”, lembrou Maria José.

Slide das funções de uma governanta apresentada na palestara de Maria José Dantas

Lições recebidas

Outra lição que ela mencionou foi que trabalhar com mão de obra extra nem sempre é vantajoso, mesmo ela sendo necessária na sazonalidade. Assim montei minha primeira escola de governança dentro de um hotel e esse modelo foi seguindo a frente. Mesmo que eu não estivesse precisando de camareiras, eu treinava para quando necessitava. Corria o risco de perdê-la para os concorrentes, mas meu objetivo maior era treinar e qualificar a mão de obra, independente de quem fosse absorver. Criar padrões de incentivos pra premiar por mérito é uma boa solução para reter os bons profissionais. Até hoje existe esse gargalo no segmento da falta de profissionais, mas estamos firmes em nosso propósito de treinamento e qualificação”, enfatizou Maria José.

Acompanhar as mudanças do setor é essencial na opinião de Maria José Dantas

Outros aspectos abordados em sua palestra foi que a falha de processos e as falhas químicas são responsáveis por grandes perdas do enxoval hoteleiro que representa um grande custo na reposição. Usar métodos e sistemas modernos para otimizar tempo e reduzir custos operacionais também foram lembrados por Maria José, assim como relatórios de discrepâncias, auditorias de resultados. “O gestor que não aprimorar suas técnicas não vai conseguir performance. É necessário sempre considerar o cliente como um patrimônio e cuidar bem dele. E diante das necessidades do mercado e do tempo cada vez mais valioso das pessoas, estou criando uma plataforma on line de treinamento e qualificação dos profissionais que entra em operação a partir do próximo mês de agosto”, conclui sua palestra Maria José Dantas.

A reportagem da Revista Hotéis viaja a Belo Horizonte e se hospeda no Confins Suítes Hotel a convite da FBHA.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here


CAPTCHA Image
Reload Image