HOME Matérias Mercado Hotelaria pernambucana comemora ocupou média de 95% em 2010

Hotelaria pernambucana comemora ocupou média de 95% em 2010

1
0
SHARE

O ano de 2010 foi marcado por bons resultados para os hotéis e pousadas de Pernambuco, o que significou um crescimento nas ocupações e nas receitas operacionais em todas as regiões do Estado, tanto na capital, o Recife, como também no Litoral Sul e Interior pernambucanos. “Registramos uma ocupação média acima de 95% nos equipamentos hoteleiros do Recife, Litoral Sul e Interior pernambucano, alcançando até picos de 100% em determinados meses. Esse resultado supera os índices de 80% calculados em 2009”, assegura José Otávio de Meira Lins, Presidente da ABIH-PE — Associação Brasileira de Indústria de Hotéis e do Recife Convention & Visitors Bureau. Segundo ele, vale ressaltar que o aumento nas ocupações refletem diretamente nas receitas operacionais dos hotéis, que este ano subiram entre 30% a 35% comparando-se à 2009.
Com o crescimento nas receitas operacionais, vários equipamentos hoteleiros iniciaram o processo de “retrofit” (modernização das UH’s/ unidades habitacionais). “Hotéis do Recife, Litoral Sul e Interior do Estado aproveitaram o aumento nas suas receitas para se modernizarem. Outros estão projetando também possíveis ampliações, além de novas bandeiras que estão chegando em Pernambuco. Há uma expectativa de três mil novos leitos ofertados até o final de 2011”, diz Carlos Maurício Periquito, Diretor executivo da ABIH-PE. 
De acordo com José Otávio de Meira Lins, um dos fatores decisivos para a evolução na procura por Pernambuco como destino deve-se à união do turismo de lazer, negócios e eventos. “Hoje Pernambuco voltou à prateleira do turismo nacional e internacional. Somos um dos principais destinos para lazer, negócios e eventos, ingredientes de sucesso para a receita do bolo. Os equipamentos hoteleiros comemoram o início de um momento que tem tudo para durar”.  
Para atender às necessidades da Copa do Mundo de Futebol de 2014 Meira Lins acredita que o setor privado já atendeu fisicamente as necessidades de apartamentos e leitos, agora o próximo passo são ajustes na formação de pessoal para o atendimento. “Os hotéis já iniciaram o processo de modernização e de construção de novas unidades, também estamos atentos ao trabalho de capacitação dos profissionais que atuam no atendimento ao turista. Resta ao setor público fazer a sua parte no que tange em especial a infraestrutura”, conclui Meira Lins.

SHARE

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here


CAPTCHA Image
Reload Image