HOME Matérias Administração Hotelaria independente: Como se manter competitivo?

Hotelaria independente: Como se manter competitivo?

Gargalos e possibilidades para os hotéis que não têm uma rede como apoio se sobressaírem no mercado

335
0
SHARE
A dependência de um único canal de distribuição é um dos maiores desafios a serem vencidos pelos independentes -Crédito: qimono/Pixabay

A hotelaria independente representa hoje cerca de 70% da oferta no País, de acordo com o estudo ‘Brasil em Números’ da Jones Lang LaSalle de 2017. Mas, ser um hotel que não conta com a proteção e respaldo de uma rede no Brasil não tem sido tarefa fácil.

Enquanto nos anos 70 e 80 a indústria era praticamente composta apenas por hotéis familiares onde priorizava-se o glamour único de cada hotel, nos dias de hoje a competição está muito mais acirrada. Além de enfrentar a competitividade entre si, estes empreendimentos competem com a larga estrutura de distribuição e estrutura dos hotéis de redes nacionais e internacionais que se estabeleceram no País.

Mais recentemente, com o rápido avanço tecnológico, passaram a lidar com a transformação do comportamento do público e o fenômeno das plataformas de hospedagem colaborativas, como o Airbnb, que foi logo considerado um competidor desleal no mercado por não arcar com todas as despesas obrigatórias as quais o hotel é submetido. São muitos desafios a serem enfrentados.

Enquanto a era digital trouxe mais fácil acesso a todos interessados em acompanhar as novas tendências e garantir competitividade em cada segmento, muitos hoteleiros ainda não enxergaram a necessidade de evoluir e transformar seu modelo de gestão.


Promoção da marca, investimento em distribuição, captação e retenção de talentos são, teoricamente, algumas das vantagens que os hotéis de rede têm sobre os independentes. Em contrapartida, eles correm o risco de cair no mal comum da padronização dos serviços e do design. Os hotéis independentes, por sua vez, têm exatamente isso a seu favor, ou deveriam ter se souberem como se aproveitar de suas características sendo únicas no mercado – como eram nos anos dourados.

Escrito por Raiza O. Santos

Continue lendo esta matéria em nosso aplicativo. Para baixar, clique aqui.