HOME Matérias Hotelaria de Salvador (BA) tem ocupação de 58,64% em agosto

Hotelaria de Salvador (BA) tem ocupação de 58,64% em agosto

Segundo dados da Agência Nacional de Aviação Civil – ANAC - o movimento de passageiros no aeroporto da capital baiana também apresentou crescimento de 4,4% de janeiro a agosto de 2018

63
0
SHARE
Os números são fruto da Pesquisa Conjuntural de desempenho – Taxinfo -, realizada em parceria entre a Associação Brasileira da Indústria de Hotéis – seções Bahia e Brasil - Foto: Pixabay (Soel 84)

A rede hoteleira de Salvador apresentou, em agosto, taxa de ocupação de 58,64% e diária média de R$ 211,55, resultando em um Revpar – Indicador ponderado de taxa de ocupação e diária média – de R$ 124,05. Comparando-se com os resultados do mesmo período do ano anterior, verifica-se uma estabilidade.

Os resultados revelam a tendência de crescimento da hotelaria em 2018 em relação a 2017. No acumulado do ano (janeiro a agosto) a taxa de ocupação foi de 61,10%, um incremento de 6,68% em relação ao ano de 2017, que apresentou de janeiro a agosto uma taxa de ocupação de 54,42%. O valor médio da diária permaneceu praticamente estável (R$ 230,57 em 2018 e R$ 231,26 em 2017).

Segundo dados da Agência Nacional de Aviação Civil – ANAC – o movimento de passageiros no aeroporto de Salvador também apresentou crescimento de 4,4% de janeiro a agosto de 2018, se comparado a igual período do ano anterior.

“Os indicadores revelam que estamos no caminho certo. A Associação Brasileira da Indústria de Hotéis – ABIH-BA – tem feito diversas ações promocionais para divulgar o Destino Salvador em países da América Latina, e estamos tendo resultados positivos. Este ano, já visitamos Belo Horizonte (MG), Rio de Janeiro (RJ), Santiago (Chile) Montevidéu (Uruguai), Buenos Aires, Córdoba e Rosário (Argentina) e Brasília (DF) e, até o fim do ano, vamos percorrer mais oito cidades. Acredito que em 2019 teremos um resultado ainda mais expressivo, com a construção do Centro de Convenções, com ordem de serviço recém-assinado pela Prefeitura Municipal, e inauguração prevista para 2019”, afirma Glicério Lemos, presidente da ABIH-BA.

Os números são fruto da Pesquisa Conjuntural de desempenho – Taxinfo -, realizada em parceria entre a Associação Brasileira da Indústria de Hotéis – seções Bahia e Brasil. Os dados são fornecidos diariamente pelos próprios hotéis ao Portal Cesta Competitiva, e a média resultante constitui indicador para avaliar a evolução da atividade de hospedagem na capital baiana.