HOME Matérias Mercado Hotéis Ramada Encore em MG recebem moeda virtual como forma de pagamento

Hotéis Ramada Encore em MG recebem moeda virtual como forma de pagamento

‘Bitcoin’ é aceita nos hotéis Ramada Encore Minascasa, Ramada Encore Virgínia Luxemburgo e no eSuites Luxemburgo de Belo Horizonte (MG)

319
1
SHARE
Recepção do Ramada Encore Luxemburgo, em BH - Divulgação

Os hotéis da marca Ramada Encore, administrada pela rede Vert Hotéis em Minas Gerais, adotaram uma nova forma de pagamento. Trata-se da Bitcoin, uma moeda digital/virtual cujo valor é determinado livremente pelos indivíduos do mercado e que não precisa do intermédio de bancos ou instituições financeiras.

A novidade já foi implantada nos hotéis Ramada Encore Minascasa, Ramada Encore Virgínia Luxemburgo e o eSuites Luxemburgo, em Belo Horizonte. Para utilizar a bitcoin o primeiro passo é fazer o cadastro no site do Mercado Bitcoin (www.mercadobitcoin.com.br) ou baixar o aplicativo.

Depois de fazer o cadastro, o cliente deve ir até a página de depósitos para comprar a moeda e seguir as instruções. Em breve, o crédito estará na conta. O valor de um bitcoin pode variar muito em um mesmo dia. No momento da redação deste material, por exemplo, um bitcoin custava R$2.914,99.

Para realizar o pagamento da hospedagem com bitcoins, o hotel fornece para o cliente o número de uma conta para a qual deverá ser feita a transferência da moeda. Ao acessar o site ou aplicativo, o cliente deve clicar em “Transferir bitcoins”, onde será necessário informar endereço que utilizará para fazer o pagamento e a quantidade de bitcoins que deseja transferir. Basta então inserir o número PIN de segurança e clicar no botão “Retirar”. O site fará a transferência do valor para a carteira indicada, fazendo assim o pagamento.

Segundo a gerente geral do Ramada Encore Virgínia Luxemburgo, Pollyanna Sousa, essa é uma novidade que só tende a ampliar a atuação do hotel. “Estamos falando de nos conectar com um público mais afeito às novidades da tecnologia, ou seja, a novos clientes que já aderiram a esta moeda, o que para nós não representa nenhum custo e só potencializa nossas oportunidades de negócios”, destaca.

O economista CEO da Coinaction – empresa que transforma qualquer estabelecimento comercial em uma casa de câmbio de bitcoins – Antônio Hoffert, destaca que com o aplicativo da Coinaction, clientes conseguem realizar pagamentos instantâneos, de maneira segura nos estabelecimentos que aceitam bitcoin. “A empresa não precisa pagar a altas taxas do cartão e ainda ganha margem para oferecer descontos. Além disso, o turista estrangeiro, por exemplo, não fica refém das altas taxas na casa de câmbio, pode fazer trocas diárias nos estabelecimentos da rede, e ganha a comodidade de resolver tudo no seu próprio hotel”, explica.

SHARE

1 COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here


CAPTCHA Image
Reload Image