HOME Matérias Especial Hora do café – A bebida como atrativo nos hotéis

Hora do café – A bebida como atrativo nos hotéis

Cafeteria no lobby, máquina nos apartamentos ou oferta de cafés gourmet são algumas estratégias para acompanhar o crescimento do consumo da bebida no Brasil

229
0
SHARE
Hotéis apostam na era da integração e pontos de encontro para oferecer a tradicional bebida de diversas formas - Foto: Divulgação

Independente da época do ano, o café é uma bebida muito consumida pelas pessoas para diversos momentos, principalmente no Brasil, onde trata-se de uma cultura. Nos últimos anos, o consumo do café convencional no lar aumentou, mas é fora do lar que o consumidor mais procura por café de qualidade. No Relatório preparado pelo Euromonitor International para ABIC – Associação Brasileira da Industria de Café de abril de 2016, apesar da diminuição no número de transações no consumo fora do lar, houve forte crescimento no consumo de café expresso, especialmente entre cafeterias e por baristas.

O mercado de café em grãos para foodservice, por exemplo, passou de 176 mil toneladas em 2014 para 189 em 2016, com projeções de 209 mil/t para 2019 segundo a ABIC. Já o mercado de café em cápsulas deve crescer 120% até 2019. Cada vez mais se investe na produção e desenvolvimento de novas formas de consumir a bebida. De olho nesta tendência, os hotéis também apostam neste nicho crescente, oferecendo máquinas nos apartamentos, espaços para café no lobby e a oferta de Cafés Gourmet como mimo aos hóspedes.

Enquanto o consumo dos cafés convencionais avançou aproximadamente 3% em 2016, o que também tem dado aos hotéis mais uma opção de agradar clientes mais exigentes ou que buscam por novidades são os Cafés Premium, que representam consumo significativo em todo o mundo. De acordo com a BSCA – Associação Brasileira de Cafés Especiais, em 2016 foram consumidas 1,2 milhão de sacas de 60 kg de cafés especiais, apresentando crescimento de 20% sobre 2015. Em termos mundiais, a evolução do consumo de cafés especiais gira em torno de 15%, ao passo que o do produto convencional fica entre 2% e 3%.

Continue lendo esta matéria na íntegra com exclusividade em nosso aplicativo, disponível para plataformas Android http://bit.ly/2io8j6a e iOS http://bit.ly/2io8j6a.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here


CAPTCHA Image
Reload Image