HOME Matérias Administração Grupo Salinas registra aumento na ocupação e receita em 2015

Grupo Salinas registra aumento na ocupação e receita em 2015

Salinas do Maragogi fechou o ano com 91% de ocupação. No Salinas de Maceió, ocupação chegou a 87%

168
0
SHARE
No Salinas de Maceió, o valor das vendas via website dobraram: em 2015, foram vendidos R$ 6,6 milhões, ante R$ 3,27 milhões comercializados em 2014. Crédito: Divulgação

O Grupo Salinas de Hotéis & Resorts terminou o ano de 2015 com saldos positivos nos resultados de seus empreendimentos. Localizado no Litoral Norte de Alagoas, o Salinas do Maragogi All Inclusive Resort finalizou o ano com uma taxa de ocupação de 91%, ante 88% no ano anterior, e um aumento de receita de R$ 7,2 milhões.

Já no Salinas de Maceió Beach Resort, na capital alagoana, a taxa de ocupação cresceu 9 pontos percentuais, fechando o ano de 2015 em 87%, e ocasionou um crescimento de receita de 20%. Em ambos os resorts, os índices de ocupação superaram a média nacional da ocupação dos resorts de praia, que foi de 59%.

Consolidado no cenário turístico nacional, o Salinas do Maragogi All Inclusive Resort terminou o ano de 2015 com uma receita de R$ 59,4 milhões, ante R$ 52,2 milhões do ano anterior. O RevPar do resort chegou a R$ 686,18, o que representou um crescimento de 13% na comparação com 2014. O valor é o dobro da média da categoria Resorts de Praia no País, segundo dados da Associação Resorts Brasil (ABR).

Já o Salinas de Maceió Beach Resort chegou ao fim de 2015 com uma receita de R$ 23,2 milhões, R$ 3,9 milhões a mais do que o obtido no ano anterior. O RevPar do resort, por sua vez, chegou a R$ 276,95, ante R$ 222,23 – um crescimento significativo de 24,6%. “Diante do atual cenário, entendemos que os resultados positivos são o reflexo do nosso contínuo compromisso com a satisfação dos nossos hóspedes”, comenta o gerente Marketing do Grupo Salinas, Carlos Viégas. O Grupo Salinas continua a empreender e deverá inaugurar, em 2017, um resort em Japaratinga, cidade-vizinha de Maragogi, orçado em R$ 35 milhões.

A internet teve um papel importante para o Grupo Salinas em 2015. No Salinas do Maragogi, por exemplo, as vendas feitas por meio do website resultaram em um montante de R$ 16,3 milhões, contra R$ 9,17 milhões registrados em 2014. Já no Salinas de Maceió, o valor das vendas via website dobraram: em 2015, foram vendidos R$ 6,6 milhões, ante R$ 3,27 milhões comercializados em 2014.

O TripAdvisor é o realizador do Prêmio Travellers’ Choice, que, em 2015, considerou o Salinas do Maragogi como o Resort All Inclusive mais bem avaliado da América do Sul e o oitavo Resort All Inclusive mais bem avaliado do mundo, sendo o único empreendimento brasileiro nesta lista. Com 4 mil avaliações, o Salinas do Maragogi também foi o empreendimento hoteleiro do Brasil mais pesquisado no TripAdvisor em 2015, com um índice de opiniões positivas que chega a 93%. O Salinas de Maceió Beach Resort, por sua vez, está na lista dos “Melhores hotéis para família do Brasil”, também segundo o Travellers’ Choice 2015.

SHARE

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here


CAPTCHA Image
Reload Image