HOME Matérias Trade Fungetur passa a financiar novas atividades ligadas ao turismo

Fungetur passa a financiar novas atividades ligadas ao turismo

440
0
SHARE
Henrique Alves, Ministro do Turismo. Crédito da foto - Divulgação - Câmara dos Deputados

O Ministério do Turismo anunciou na última quinta-feira (21), novas medidas para facilitar o acesso aos recursos do Fungetur – Fundo Geral do Turismo. Com recursos públicos da ordem de R$ 170 milhões, esta linha de crédito é voltada ao financiamento de empreendimentos ligados ao setor.

De acordo com o ministério, as novas medidas tem o objetivo de aumentar os níveis de investimento do setor, reduzir os encargos financeiros e ampliar as oportunidades de investimentos em implantação, além de ampliar a modernização de empreendimentos na área. Segundo o ministro do Turismo, Henrique Alvez, a expectativa é que as mudanças levem à contratação do valor total disponível.

Agora, uma série de novas atividades ligadas ao turismo, como transportadoras turísticas, agências e operadoras, entre outras, passam a ser incluídas nas operações de financiamento com os recursos do Fungetur. Anteriormente, esses recursos eram destinados apenas ao financiamento de meios de hospedagem, parques temáticos e centro de convenções.

Com as novas medidas, haverá, também, uma maior flexibilização dos encargos financeiros. A partir de agora, as empresas prestadoras de serviço poderão obter financiamento para obras civis com encargos de até 6% ao ano mais INPC, capitalizado anualmente; e, para máquinas e equipamentos, de até 5% ao ano mais INPC, capitalizado anualmente. Nas regras anteriores, a linha de crédito previa um valor mínimo financiável de R$ 400 mil. Agora, não há mais valor mínimo determinado.

Dados do Ministério do Turismo mostram que, dos 43,1 mil prestadores inscritos no cadastro nacional do Ministério do Turismo, 73% (30,3 mil) são micro empresários. Somados, as microempresas, as empresas de pequeno porte e os microempreendedores individuais representam 95% dos prestadores de serviço regularizados na cadeia do turismo. Atualmente, os empréstimos são operados pela Caixa Econômica Federal.

SHARE

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here


CAPTCHA Image
Reload Image