HOME Matérias Aconteceu Fórum de Hotéis Independentes: Vendas e estratégia de distribuição abrem os painéis

Fórum de Hotéis Independentes: Vendas e estratégia de distribuição abrem os painéis

165
0
SHARE
Ricardo Pompeu, Diretor Sênior de Vendas e Marketing da Nobile Hotéis foi moderador deste painel que contou com a presença de Fernando Tanaka, Area Manager da Decolar.com; Tatiana Vanvelzor, Diretora de Contas Regional America Latina e Caribe da Sabre

Dando início a grade de programação do I Fórum Brasileiro de Hotéis Independentes 2018, evento organizado pela Nobile Hotéis que acontece no Wyndham Garden Convention Nortel, o tema “Vendas e estratégia de distribuição” foi abordado por Fernando Tanaka, Area Manager da Decolar.com; Tatiana Vanvelzor, Diretora de Contas Regional America Latina e Caribe da Sabre e Ricardo Pompeu, Diretor Sênior de Vendas e Marketing da Nobile Hotéis como moderador.

Fernando Tanaka destacou o crescimento de 50 a 60% da Nobile este ano, o que mostra a adesão cada vez maior a plataformas online pelo cliente. Contudo, o Area Manager da Decolar.com acredita que é um grande risco os hotéis independentes deixarem todo seu  inventário nas mãos dos OTAs.

“O online é muito importante mas o offline é o que mantém também o empreendimento vivo. É um erro deixar 90% da distribuição em apenas um canal, pois o público é vasto e pela correria diária acabamos pecando em deixar nossa distribuição em poucos players. Precisamos contribuir com o mercado para termos distribuição mais distribuída e na sustentabilidade dos empreendimentos. Precisamos focar mais no valor que no preço”, declarou.

Tanaka disse ainda que a tecnologia é valiosa, mas cara. ”Precisamos nos preparar e enfrentar o mercado, e não é porque eu detenho a tecnologia, eu tenho mais poder que o hoteleiro. Preciso trabalhar com informação para que o hotel seja meu parceiro. 98% das pessoas consultam uma rede social para escolher um destino, e temos isso em mente para trabalhar em conjunto”, disse.

Em seguida, Tatiana Vanvelzor apresentou os números da Sabre, que investiu US$ 100 milhões em segurança da informação nas plataformas da empresa, com certificados e compliance (Socks, PCI e GDPR). O GDS (Global Distribuition System) da Sabre nos dias de hoje registram 1,1 trilhões de mensagens processadas por ano; US$ 110 bilhões de receita gerada em vendas de viagens em 2017; mais de US$100 milhões de investimentos anuais com inovação e tecnologia e 50% do market share global da hotelaria.

“Queremos colocar o poder nas mãos da hotelaria independente, e o GDS é uma forma. Existe um código de cadeia que consolida a marca e a ideia de unificação e sinergia no GDS. Ele solidifica e agrega uma força de vendas para o hotel. Paralelo a isso, os millenials estão mudando todos os cenários. Em 2017, 65% dos viajantes a negócio arrumam um tempo para o lazer, gerando as viagens de Bleisure, uma mistura de lazer com negócios. Este é o futuro do GDS. Para o hotel que ainda não está no GDS, é muito difícil chegar ao corporativo e ao seu poder. 50% do mercado global está lá, então se perde muito não estando nele”, pontuou Vanvelzor.