HOME Matérias Aconteceu Fórum de Formação em Compras AccorHotels debate Operações de A&B

Fórum de Formação em Compras AccorHotels debate Operações de A&B

86
0
SHARE
Da esquerda a direita da foto, Carlos Bernardo, Gerente de A&B, Conversões e Aberturas, Olivier Hick, Vice Presidente Executivo para marcas Midscale na América do Sul e Lucas Demetrescu, Gerente de A&B de marcas econômicas para América do Sul

As relações do grupo com fornecedores e expectativas foram debatidas em mais um painel no Fórum de Formação em Compras da AccorHotels, que acontece no hotel Novotel Center Norte, na capital paulista. Participaram do painel Olivier Hick, Vice Presidente Executivo para marcas Midscale na América do Sul; Carlos Bernardo, Gerente de A&B, Conversões e Aberturas do grupo e Lucas Demetrescu, Gerente de A&B de marcas econômicas para América do Sul, sob moderação de Ricardo Wong, Gerente de Compras e Paula Palma, Coordenadora de Compras.

Hick, que está há 31 anos na AccorHotels, pontuou que os fornecedores contribuem para facilitar os serviços dos colaboradores, mas o foco é sempre em qualidade. “Se a TV, por exemplo, não funcionar, quem vai receber as críticas é o hotel. Então, o fornecedor deve entregar sempre um bom produto, para entregarmos qualidade ao cliente final. Temos que entender que vamos impactar a imagem dos fornecedores”, afirmou.

Para Demetrescu, o produto também acompanha a categoria da hospedagem. Um hotel de categoria econômica terá um orçamento menor de compras que um hotel de luxo, mas a qualidade deve sempre superar as expectativas dos clientes de qualquer categoria. “Temos quatro pilares que baseiam nosso processo: Ouvir o cliente; ter produtos simples, autênticos e de qualidade; ser inspirador para as equipes e ser um ponto de entretenimento para os clientes. Para alcançá-los, fazemos parcerias com empresas para oferecer pequenos detalhes que fidelizam o hóspede”, afirmou.

O Fórum de Formação em Compras da AccorHotels está em sua sétima edição

Carlos Bernardo, responsável pelo A&B de macas midscale, a qualidade do que compramos é a mesma para os três segmentos: econômico, midscale ou luxo. Em relação ao setor de A&B, Bernardo aponta que esta é uma área que a rede está apostanto muito, com conceitos mais modernos, menos engessados. “A&B representa 25% da renda mundial do grupo. Isso é uma renda grande, mas temos um valor de compra muito alto também. Hoje, conseguimos mensurar a satisfação do hóspede em relação a café da manhã, e somos muito superiores aos concorrentes”, declarou.

Olivier Hick acrescentou que a rede junto aos fornecedores precisam estar em sitonia para atender a necessidade do cliente de forma precisa. “Queremos melhorar o valor de negócio do fornecedor e também do nosso grupo”. Demetrescu aponta também a importância da transparência nas relações para entregar um produto da melhor qualidade – tanto do fornecedor para os hotéis, quanto dos hotéis para o cliente.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here


CAPTCHA Image
Reload Image