HOME Matérias Aconteceu Ética e motivação são debatidas na 3ª edição do Top Seller da...

Ética e motivação são debatidas na 3ª edição do Top Seller da RCI Brasil

60
0
SHARE
Vânia Ferrari: "Numa empresa moderna não existe distinção de cargo, mas extensão de cargo"

Direto de Aquiraz (CE) – O tema foi abordado por Vânia Ferrari, especialista em Melhoria Contínua de Processos e faz da grade de programação da 3ª edição do Top Seller. Este evento considerado a principal premiação dos profissionais de tempo compartilhado (time share) do Brasil, está sendo realizado pela RCI – Resort Condominiums International e encerra hoje no Oceani Beach Park, localizado em Aquiraz (CE). Vânia é administradora, publicitária e com experiência em processo de melhorias com passagens em grandes empresas nacionais e internacionais com consultoria em 38 marcas e diretora da empresa Pensamentos transformadores. Ela também é escritora e seu livro Manual para um gerente a beira de um ataque de nervos já é uma referência no mercado.

Vânia iniciou sua palestra destacando as atitudes comportamentais que as pessoas utilizam no campo de trabalho e que não combinam mais com as regras do século XXI. “O mundo está girando rápido e as pessoas necessitam fazer uma curadoria das informações que recebem, pois são diariamente bombardeadas por vários conteúdos e muitos dos quais são inúteis para ser utilizado em seu dia-a-dia profissional. Saber filtrar as informações que recebem, atualizar para seu contexto profissional é imprescindível para êxito no trabalho”, avalia Vânia.

Segundo ela, o mundo está em constante transformação imediata. “Se você está trabalhando com métodos como no mês passado, é melhor repensar seu negócio. O mundo gira e muda imediato. O que era tabu ontem, vira conceitos de vanguarda hoje e pode refletir em seu negócio”, assegura Vânia.

Em sua visão, estas mudanças apresentam um mundo melhor e não há espaço nas empresas para quem pensa de forma conservadora e citou uma frase de Charles Darwin, o pai da teoria da evolução. “Não é mais forte, nem mais o inteligente quem sobrevive, mas aquele que se adapta às mudanças”. E mudanças impactam até mesmo nos hábitos cotidianos dos trabalhadores e necessitam ser feitos, mesmos que contrarie regras comuns de condutas arraigadas há muitos anos. E citou as mudanças adotadas pelo Papa Francisco na igreja católica que voltou às origens e ficou mais perto dos fieis. “Se a igreja católica tinha dogmas que antes eram considerados como eternos e não mudavam e agora está passando por profundas mudanças, por que nós não mudamos”, questionou Vânia que criticou a sociedade que considera como hipócrita por ainda não reconhecer o casamento do mesmo sexo.

Além das mudanças que impactam as empresas e as famílias, afeta também todo o contexto social e na indústria de tempo compartilhado não é diferente. “Questão técnica se ensina, mas comportamento não. Todo dia é necessário reduzir custo numa empresa e todo dia é necessário melhorar e humanizar o processo. Numa empresa moderna não existe distinção de cargo, mas extensão de cargo. Indicadores mercadológicos mostram que são necessários quatro brasileiros para atingir a mesma produtividade de um americano. Atitude, foco, energia e paixão pelo que faz, pode fazer toda a diferença no mundo dos negócios”, mencionou Vânia concluindo que: “Toda e qualquer mudança radical começa no próprio indivíduo e não se deve esperar que seja feito pelos outros”.

A reportagem da Revista Hotéis viaja a Aquiraz (CE) a convite da RCI e se hospeda no Oceani Beach Park. 

SHARE

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here


CAPTCHA Image
Reload Image