Equipotel 2016: Estruturar ou implantar departamento de governança é tema de palestra

Equipotel 2016: Estruturar ou implantar departamento de governança é tema de palestra

22
0
SHARE
Caroline Deltorto palestra na Equipotel Conference 2016

Por Gabriela Fernandes

Sob o tema “Implantação & Gestão do Setor de Governança”, aconteceu na tarde desta quinta-feira (22) a palestra ministrada por Caroline Deltorto, Governanta Executiva do Hotel Pestana Atlântica-RJ, em parceria com a Associação Brasileira de Governantas, durante a Equipotel São Paulo 2016.

Ao iniciar o debate, Caroline questionou como estruturar ou implantar o departamento de governança em um hotel, uma vez que vários itens devem ser levados em consideração. Um deles é o dimensionamento das funções.

A palestrante explicou que antigamente as tarefas eram divididas para as camareiras de acordo com o número de quartos, mas que atualmente isso é chamado de crédito, ou seja, tempo. Soma-se a quantidade de tempo gasto em todos os ambientes de limpeza e divide-se pelo total, atingindo aí o tempo médio em que cada camareira deve gastar.

O manual de procedimentos e padronização também é essencial para que o trabalho seja realizado com eficiência, já que os funcionários saberão exatamente o que fazer quando estiverem sob a responsabilidade de um quarto. A  posição dos objetos, como o controle remoto ou o bloco de notas, por exemplo, a checagem dos aparelhos eletrônicos, a disposição das cortinas, abertura da porta, entre outros itens que devem estar de acordo com o manual de padronização.

Nas áreas de responsabilidade, Caroline destacou que é função da governanta solicitar orçamentos dos produtos utilizados pelo hotel, e que as compras devem ser feitas de acordo com o budget da empresa, respeitando os limites e fazendo algumas adaptações, quando necessárias. Além disso, se atentar também ao achados e perdidos da empresa, que muitas vezes não tem padronização e pode gerar problema futuro, uma vez que a camareira não checou o cofre ao limpar o quarto e não conseguiu identificar se um documento achado naquele momento era do hóspede anterior ou de dias atrás.

As competências dos gestores de governança também foi um dos pontos debatidos na palestra. A gestão de pessoas, muito destacada por Caroline, reforça a ideia de que governanta e camareira precisam estar em sintonia e trabalhar uma pela outra, pois seguramente ambas precisarão de alguma ajuda, seja para sair mais cedo do trabalho, no caso da camareira, ou pedir que cubra a folga de alguém faltante, no caso da governanta.

Essa cumplicidade gera reconhecimento e recompensa, pois esses esforços serão percebidos e mesmo quando não houver recompensa financeira, uma folga poderá ser de grande ajuda para quem for comprometido com o trabalho.

Por fim, a gestão de custos teve espaço no debate. A palestrante citou o orçamento anual do hotel e o direcionamento das verbas para cada item, tais como produtos químicos, amenities, equipamentos, serviços terceirizados, enxoval e lavanderia. “Precisamos conhecer os produtos químicos, suas dosagens e funcionalidades, saber onde cada produto deve ser usado e treinar os funcionários para que usem corretamente e evitem o desperdício por mau uso ou perda por data de validade, por exemplo”, finaliza a palestrante.

Kaba do Brasil
SHARE