HOME Matérias Aconteceu Empreendimentos de uso misto: sinergia que aumenta a viabilidade econômica é discutida...

Empreendimentos de uso misto: sinergia que aumenta a viabilidade econômica é discutida na ADIT Invest

11
0
SHARE
A ADI Brasil espera que o ADIT Invest deste ano supere o ocorrido nos anos anteriores em número de participantes

Terminou agora pouco o painel que debateu o tema “Empreendimentos de uso misto: sinergia que aumenta a viabilidade econômica” na 7ª edição do Adit Invest. Sendo que este é o mais importante evento de investimentos imobiliários e turísticos do Brasil e está acontecendo no hotel InterContinental São Paulo, localizado no bairro paulistano dos Jardins, e que tem a Revista Hotéis como Media Partner.

 

O Diretor de Negócios da Odebrecht Realizações, Franklin Mira, foi o moderador deste painel, que contou com a participação de Alejandro Moreno, Diretor da RCI Brasil; Nilson Nóbrega, CEO da Prisma Empreendimentos Inovadores e Nuno Constantino da Neoturis – CB Richard Ellis.

 

Nóbrega disse que o grande aliado dos investidores de empreendimentos de uso misto de segunda residência é o “tempo” para otimizar o planejamento de gestão e de definição de classe social deste público, e quais serão os equipamentos ou produtos mais adequados a serem enquadrados neste empreendimento, como shopping, parque, resort, e o sistema de vendas das segundas residências se será em timeshare ou fractional. “O grande triunfo dos investidores neste tipo de empreendimento é saber dosar o tempo com o planejamento. Também o investidor tem que ter em mente em obter como retaguarda outro investimento econômico, não ser dependente somente no empreendimento de segunda residência. Pois, terei como arcar se o empreendimento  não dar o retorno que preciso ou se necessitar de um novo equipamento seja de lazer ou comercial”, frisou Nóbrega.

 

Constantino complementou que além de tempo, planejamento, gestão e segurança financeira, o investidor tem que ficar atento e compreender os ciclos econômicos do País, a economia da cidade de implantação do empreendimento de uso misto, identificar o mercado como estará daqui há 15 anos, e o principal a localização. “Sem estes pilares ligados intrinsecamente o investidor corre sério risco deste empreendimento não dar o retorno previsto ou até mesmo quebrar”, destacou Constantino.

 

Para exemplificar o que estava sendo abordado pelos painelistas, Moreno citou dois cases de sucesso o Rio Quente Resorts e Beach Park, respectivamente localizados em Goiás e Ceará. “Nestes dois empreendimentos de uso misto o grande diferencial é que ambos têm um produto de grande sucesso tanto para jovens e adultos o parque aquático que agrega um valor imenso aos outros equipamentos interligados a estes resorts. Pois, os clientes exigem um conjunto multifuncional, que possam encontrar tudo num mesmo lugar”, pontua Constantino.

 

Como montar uma estratégia de marketing de vendas destes empreendimentos de uso misto de segunda residência no atual momento econômico foi outro assunto levantado pelo moderador, Mira no painel. “Acredito que um grande mercado ainda inexplorado para vendas destas segundas residências é o voltado para os pequenos investidores que está investindo em seu terceiro ou quarto imóvel. E, também para os jovens milionários de 30 a 35 anos, que tem uma renda média anual de R$ 10 milhões e que a cada ano são criados 2 milhões destes novos milionários”, concluiu Nóbrega.

 

Se você estivesse nos seguindo pelo twitter teria recebido esta informação em tempo real. Venha nos seguir, acesse www.twitter.com/revistahoteis ou então pelo Facebook acessando nossa página através do link http://migre.me/4G5ac . Conheça também nossa página no Flickr acessando o link http://migre.me/4DT8x e no Tribt http://tribt.net/profile/revistahoteis

SHARE

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here


CAPTCHA Image
Reload Image