HOME Matérias Aconteceu Eduardo Moreira fala sobre empatia durante Design & Technical Summit

Eduardo Moreira fala sobre empatia durante Design & Technical Summit

96
0
SHARE
Eduardo Moreira é autor de 5 livros e já foi condecorado pela Rainha Elizabeth II

Sócio fundador do grupo Brasil Plural, que administra cerca de 40 bilhões de reais através de 7 escritórios no Brasil e exterior e autor de 5 livros, Eduardo Moreira ministrou uma palestra motivacional para os participantes do 2º Design & Technical Summit, realizado hoje no hotel Pullman Vila Olímpia, na capital Paulista. Eduardo foi o primeiro brasileiro a ser condecorado pela Rainha Elizabeth II por seu trabalho para eliminar a violência no treinamento de cavalos no Brasil.

O painelista também foi escolhido em 2014 como um dos 40 brasileiros com menos de 40 anos de maior sucesso pela revista Época, é colunista da revista Exame e palestrante sobre os temas de empreendedorismo, investimentos e motivação. Moreira falou sobre a definição de experiência, que envolve a empatia e mudança de paradigma. “Sou apaixonado por leitura, e gosto muito de história, psicologia e filosofia. E gosto muito de ver o comportamento das pessoas ao longo do tempo. É interessante ver que o ser humano não mudou, e é muito parecido. O que muda é exatamente a interface, a embalagem, a experiência. Para isso, precisamos quebrar a regra de ouro: nunca faça com o outro o que não gostaria que fizesse comigo. Isso é egocentrismo”, apontou o palestrante.


Segundo ele, a regra de ouro deve ser ‘não fazer com o outro o que ele não gostaria que fizesse’. “Não posso ser o centro do mundo e achar que o que é bom para mim é bom para o próximo. Preciso ser empático, me colocar no lugar do outro, viver o que o outro vive. Eu não posso ser empático em um universo que nunca vivi”, comentou. Moreira também afirmou que obteve sucesso na carreira profissional quando identificou que se divertia no trabalho.

Moreira menciona a ambiguidade do comportamento humano, que vive em busca de mudança de vida, mas ao mesmo tempo, teme a mudança e o novo. “O que está na nossa mão é a intenção da semente. Não temos controle sobre os frutos. Assim, parei de me preocupar com os ‘quase sucessos’ que vivi. Inovação é muito mais que apenas tecnologia, mas um jeito diferente de falar e entender as relações. Saibam que mexer com ar condicionado, decorar ambientes ou projetar hotéis é muito mais que número: mas transformar a vida das pessoas a partir da hospitalidade e bem estar”, complementou.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here


CAPTCHA Image
Reload Image