HOME Matérias Comerciantes apostam no feriado de Carnaval para impulsionar negócios

Comerciantes apostam no feriado de Carnaval para impulsionar negócios

A expectativa é de que a folia traga bons resultados para varejo, hotelaria, bares e restaurantes de SC

17
0
SHARE
Carnaval - Florianópolis - Foto Divulgação

Comerciantes das principais cidades de Santa Catarina estão confiantes e animados pelo fato deste período carnavalesco atrair muitos foliões e como consequência trazer resultados positivos para o varejo, hotelaria, bares e restaurantes desses municípios.

De acordo com o Presidente da Federação das Câmaras de Dirigentes Lojistas de SC, Ivan Tauffer, mesmo que em pouco volume, sempre há incremento nas vendas. “O Carnaval vem somar aos resultados de fevereiro e animar o varejo do estado. E na esteira do comércio, outros setores se movimentam, ampliando a economia durante este período”, aponta ele.

Na rede hoteleira, a taxa de ocupação no período chegará a 76%, analisa o SHRBS – Sindicato dos Hotéis, Restaurantes, Bares e Similares de Florianópolis. Se confirmado, o índice ficará 10% abaixo do registrado em 2016 na região. O Presidente do Sindicato, Estanislau Bresolin, explica que a previsão considera que no último ano, a folia ocorreu no início de fevereiro e neste, será no final do mês.

Para a Abrasel SC – Associação Brasileira de Bares e Restaurantes, a expectativa é positiva, porém, como os resultados foram abaixo do esperado, não compensará a temporada. “A pesquisa consolidada referente a esse verão será realizada com os proprietários de estabelecimentos depois do Carnaval, mas pelo que temos observado até hoje, os números não corresponderam às expectativas.”, afirma Raphael Dabdab, Presidente da entidade.

O movimento entre Natal e Réveillon de 2016 deixou a desejar. No consolidado estadual, houve queda no número de clientes para 72,2% dos entrevistados – destaque para Florianópolis (84,1%), litoral norte (80%) e litoral sul (76,5%). Ainda de acordo com Dabdab, as datas festivas caíram nos fins de semana. No caso de Florianópolis, o anúncio de que não haveria Réveillon na Beira-mar e a falta de definição em relação ao funcionamento dos beach clubs de Jurerê contribuíram para este resultado.

SHARE