HOME Matérias Aconteceu Conferência sobre Propriedades Compartilhadas da Interval tem início em SP

Conferência sobre Propriedades Compartilhadas da Interval tem início em SP

189
0
SHARE
O centro de eventos do hotel Pullman Vila Olímpia está com sua capacidade máxima de públlico

Para debater, explanar e apresentar o panorama e expectativas da indústria de propriedade compartilhada no Brasil e no mundo, a Interval International realiza nesta quarta-feira (1º de agosto) al International Shared Ownership Investment Conference no hotel Pullman São Paulo Vila Olímpia, a segunda no Brasil. O evento, que conta com a Revista Hotéis como Mídia Oficial, acontece até às 20h00 com uma completa grade de palestras e deve receber mais de 150 participantes.

Marcos Agostini abriu o evento com uma palestra em que abordou a importância do Brasil nos planos da Interval International

Quem abriu a conferência foi Marcos Agostini, Vice-Presidente Executivo de Vendas Globais e Desenvolvimento de Negócios da Interval, que comemorou as grandes oportunidades que o mercado brasileiro oferece para esta indústria. “Esta é a segunda vez que fazemos a conferência no Brasil. Em 2019, faremos uma edição com dois dias de duração no País. Este é um mercado extremamente importante, é o terceiro com mais relevância global, e agradeço as empresas que tem contratos assinados com a Interval. Isso acontece graças a vocês”, afirmou Agostini.

Panorama do mercado de timeshare

Com crescimento cada vez mais notável da indústria de timeshare e multipropriedade no País, é necessário compreender como este modelo de negócio atua em outras partes do mundo e como ele tem se desenvolvido no Brasil.

Trazendo um panorama deste mercado, George Daou e Deborah Arena, Gerentes de Vendas e Serviço de Resorts da Interval International apresentaram a situação atual da indústria e aspectos que envolvem a maximização da lucratividade e eficiência do projeto.

George Daou contextualizou a entrada do conceito de venda de férias por cotas no Brasil, em 1980, depois de já ter se consolidado principalmente na América do Norte ainda na década de 1960. “Muitos empreendimentos surgiram com este conceito, mas sem jurisprudência. Por isso, pelo menos um dos envolvidos sempre saía lesado, por falta de regulamentação. No final da década de 1990, a Embratur regulamentou a multipropriedade e hoje também tem respaldo da Lei Geral do turismo”, introduziu.

George Daou, Gerente no Brasil de vendas e serviços de resorts da Interval International e Déborah Arena, Gerente no Brasil de vendas e serviços e resorts da Interval International

Para o desenvolvedor e hoteleiro, as vantagens deste modelo de negócio, segundo a intercambiadora, envolve a antecipação de receitas; taxa de ocupação elevada; receit recorrente com taxa de manutenção de uso; fidelização do cliente e geração de fundos para renovação.

A palestra deu destaque aos serviços prestados pela empresa de intercâmbio, como os resorts podem maximizar esse relacionamento suportando o engajamento dos sócios e proprietários com os programas de férias e reforçando resultados ainda mais positivos. Desde 2012, quando a empresa retomou os negócios no Brasil, a empresa afiliou 50 empreendimentos no Brasil, onde tem mais de 24 salas de vendas em operações.

Deborah Arenas, Gerente de vendas e serviços de resorts ajudou a apresentar os dados do setor no Brasil

No mundo, a taxa de incidência gira em torno de 1,8% com 22,3 milhões de famílias proprietárias de tempo compartilhado. Investidora desta indústria há mais tempo, a América do Norte tem a maior fatia da taxa de incidência: 5,8%, com 10,2 milhões de famílias. A América do Sul figura com share de 2,0%, com 1,4 milhões de famílias proprietárias.


Perfil dos afiliados
Na oportunidade, foi apresentado o Estudo Global de Sócios da Interval, com o perfil e resultados das negociações. Na pesquisa, 95% dos afiliados residentes norte-americanos dizem que a possibilidade de intercambiar seu tempo compartilhado é importante. Globalmente, o intercâmbio se apresenta como importante em todos os mercados, e atinge pelo menos 86% em todo o mundo.

Slide da apresentação de George Daou sobre a indústria de multipropriedade no mundo

No Brasil, 54% dos sócios têm menos de 55 anos e 27% dos sócios tem renda familiar anual de até US$ 50.000. O estudo mostrou ainda que 58% dos sócios compraram seu timeshare nos últimos cinco anos, um indicativo do crescimento deste mercado recentemente.

O número de habitantes por residência de um afiliado típico residente no Brasil é de quatro pessoas, sendo 80% casados – outro indicativo relevante para quem planeja investir em resorts e hotéis para famílias.

Planos de desenvolvimento para as propriedades no mundo

Em relação à relevância do intercâmbio, 91% dos afiliados residentes no Brasil dizem que a funcionalidade de intercâmbio do seu tempo compartilhado é importante, ressaltando o quanto a afiliação à Interval complementa a propriedade de férias. “Pesquisas como estas e eventos nos ajudam a mostrar a importância deste mercado e para o desenvolvimento de novos negócios”, completou Deborah.

Confira na galeria de imagens alguns dos participantes desse evento.

Fernando Martinelli, Diretor executivo da Interval Internationa no Brasil
Da esquerda a direita da foto, Rafael Albuquerque, Rio Quente Resorts e Lucas Tortelli, Diretor executivo da ADIT Brasil
Da esquerda a direita da foto, Oscar Henrique Schmidt e Carlos Henrique Schmidt, Diretores da rede Plaza de Hotéis e Resorts
Da esquerda a direita da foto, Eliad Gomes de Mello – HMA, Orlando de Souza, Presidente executivo do FOHB e Carlos Alberto Camargo da Praias Construtora
No centro da foto, Charles Kriunas, Diretor do do Grupo Natos, ladeado pelos executivos da Fortesec, Guilherme Rheingantz, Camila Coelho e Rodrigo Pretel
Da esquerda a direita da foto, Cassio Peixoto – Residencial Itapemar, Carlos Henrique Schmidt, Diretor da rede Plaza de Hotéis, Carlos Berenhauser Leite, Diretor do Jurerê Internacional e Macos Agostini, Vice-presidente executivo de vendas globais e desenvolvimento de negócios da Interval International
Da esquerda a direita da foto, o Consultor Caio Calfat, o empresário e sócio diretor da Padrão Argil, Marcos Rossi e o Diretor de desenvolvimento da Nobile Hotéis, Rafael Guaspari