HOME Matérias Aconteceu Conferência da Interval debateu papel dos hotéis independentes no timeshare

Conferência da Interval debateu papel dos hotéis independentes no timeshare

47
0
SHARE
Peter Moody, Vice-presidente de negócios e desenvolvimento da Equinat Financial Services foi o moderador deste painel

Direto de Miami – Estados Unidos – Este foi o tema de uma palestra que aconteceu agora há pouco na grade de programação da 19ª edição da Shared Ownership Investment Conference (Conferência de Investimento de Propriedade Compartilhada). Este evento é promovido pela Interval no Eden Roc Resort em Miami Beach e encerra hoje.  Este painel apresentou como alguns hotéis independentes conseguem ser competitivos no mercado de tempo compartilhado, mesmo diante da forte concorrência das grandes redes internacionais. Os painelistas mostraram como se mantém competitivos, capitalizam seus produtos, os nichos e as oportunidades de mercado.

Peter Moody, Vice-presidente de negócios e desenvolvimento da Equinat Financial Services foi o moderador deste painel que contou com as seguintes participações: Joe Cantrell, Vice-presidente executivo da King´s Creek Plantation, Donald Gordon, Sócio diretor da Real Club, Alejandro Lemus Mateos, Diretor de projeto da divisão de timeshare da The Villa Group e Lisa Siegert-Free, Diretora geral da Christie Lodge Owners Associtions.

Joe Cantrell iniciou sua participação dizendo que independentes tomam decisões mais fáceis e rápidas, enquanto as decisões de grandes redes são bem mais demoradas.  Isto também pode ser impactante na forma de como se recebe as opiniões dos hóspedes, como por exemplo no TripAdvisor. Nós temos uma preocupação grande em relação a saber ouvir estas opiniões, pois elas podem revisar alguns procedimentos e melhorar nossos serviços”, destacou Cantrell.

Alejandro Lemus Mateos mencionou que o independente deve entregar o mesmo nível de serviço que uma marca de rede internacional. Por isto, treinamento, capacitação são fatores essenciais. “Nos últimos cinco anos temos investido muito em ferramentas para melhor se relacionar com clientes, oferecendo experiências acima das expectativas e com isto valorizando os serviços adquiridos. Isto é um fator essencial deve ser uma preocupação constante de hotel independente ou de rede”.

Os participantes deste painel

Donald Gordon disse que uma operação independente tem algumas vantagens em relação as grandes redes, pois consegue ser mais enxuta, decisões rápidas e tem oportunidades para criar nichos, mas investir em tecnologia é essencial. “Grandes companhias mundiais como a Amazon, Uber e Airbnb utilizam a tecnologia para oferecer serviços tangíveis e que atendem as necessidades dos clientes. Utilizando tecnologia e bons serviços prestados, os hotéis independentes também podem ser diferenciados”, disse Gordan.

Lisa Siegert-Free destacou que um hotel independente pode estabelecer as tarifas e vendas mais flexíveis, liberdade de cambio, controle de tempo, centralizar os serviços e ganhar muito dinheiro com gastos desnecessários. Isto torna os hotéis independentes muito competitivos em relação as grandes redes que em sua contrapartida, conseguem melhores canais de distribuição de seus produtos”.

Em comum ambos representantes destacaram o intercâmbio que fazem com a Interval como um grande diferenciador para atrair mais clientes, retê-los, ter uma ocupação perene, aumento na rentabilidade e posicionamento mais agressivo em relação as grandes redes.

A reportagem da Revista Hotéis viaja a Miami a convite da Interval International para cobrir este evento e se hospeda no Eden Roc Resort

SHARE

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here


CAPTCHA Image
Reload Image