HOME Matérias Trade Cidades do litoral paulista receberão a tocha olímpica Rio 2016 em julho

Cidades do litoral paulista receberão a tocha olímpica Rio 2016 em julho

Santos, São Vicente, Guarujá e Praia Grande são as quatro cidades paulista entre as 329 do revezamento da tocha

471
0
SHARE
Tocha Olímpica 2016 - Foto: Alex Ferro

As cidades de Santos, São Vicente, Guarujá e Praia Grande, no litoral sul paulista, são quatro das 329 cidades brasileiras que receberão o revezamento da tocha olímpica Rio 2016. O anúncio feito pelo Comitê Organizador dos Jogos Rio 2016 aconteceu no final de fevereiro, durante evento na sede da entidade.

A rota do revezamento será percorrida em 95 dias e passará por todas as regiões do País e por todos os 26 Estados brasileiros, além do Distrito Federal. Assim como os municípios paulistas, outros destinos especiais como Fernando de Noronha, Chapada Diamantina e Lençóis Maranhenses estão na rota da chama olímpica.

A tradicional cerimônia de acendimento da chama olímpica na cidade grega de Olímpia, berço dos Jogos da Antiguidade, será realizada em 21 de abril ao meio-dia e, a partir de 3 de maio, quando a chama chega em Brasília, percorrerá cerca de 20 mil quilômetros por estradas brasileiras e dez mil milhas aéreas. A viagem se encerrará no dia 5 de agosto de 2016, quando o último condutor da tocha acenderá a pira olímpica durante a Cerimônia de Abertura dos Jogos, no Estádio do Maracanã, no Rio de Janeiro.

Para a secretária de Turismo, Eunice Leão Grötzinger, responsável pelas ações voltadas ao revezamento em Guarujá, a nomeação da Cidade reforça sua importância no cenário nacional e internacional. “As ações de promoção do destino, ampliadas com a Copa do Mundo, garantem ao Guarujá, hoje, uma notoriedade incontestável. E é por esta razão que Guarujá está entre os 6% de municípios brasileiros escolhidos para receber o revezamento”, disse Eunice.

De acordo com João Carlos Pollak, Presidente do Guarujá Convention & Visitors Bureau, os empresários do setor estão mobilizados e engajados nas propostas que compõem o calendário de atividades do GCVB em 2016. Os executivos agregam a excelência de serviços receptivos como diferencial competitivo em favor da imagem do Destino Brasil, favorecido pela janela midiática internacional proporcionada pelo mega evento.

SHARE