HOME Matérias Responsabilidade socioambiental Bristol Jangada Fortaleza (CE) quer reduzir consumo de água em 50%

Bristol Jangada Fortaleza (CE) quer reduzir consumo de água em 50%

Para atingir a meta em 2016, hotel investe em captação de água da chuva, arejadores para chuveiros e torneiras, além de planejar a compra de filtros dessanilizadores

106
1
SHARE
Fachada do Bristol Jangada Fortaleza (CE). Foto: Divulgação

Para garantir a economia de água na estação mais quente do ano, o Bristol Jangada Fortaleza, na capital do Ceará, começou a se planejar desde o ano passado. Em 2016, o principal objetivo da unidade é conseguir reduzir, pelo menos pela metade, o consumo de água do empreendimento.

Para cumprir com o objetivo, o hotel instalou arejadores, popularmente conhecidos como economizadores de água, em todas as torneiras e chuveiros da unidade. “Sabemos que somente essa ferramenta pode diminuir o consumo de água em até 30%”, conta Rogério Filho, gerente do Bristol Jangada Fortaleza.  Além disso, o empreendimento criou um processo de captação de água da chuva que redireciona o líquido para uma cisterna. Essa quantia captada é utilizada para a limpeza das áreas sociais do hotel e para molhar as plantas do jardim.

A previsão é que, ainda neste primeiro semestre, seja instalado um dessalinizador, responsável por filtrar o sal da água e a deixar própria para a utilização. “Esse procedimento será acompanhado para atestar de maneira correta a qualidade da água que será utilizada e consumida em nosso empreendimento”, afirma o gerente.

De acordo com previsões da Funceme – Fundação Cearense de Meteorologia e Recursos Hídricos, o Ceará inicia este ano de 2016 com uma grande probabilidade de seca para os primeiros meses. O estado tem 65% de chance de ter chuva abaixo da média histórica no período e pode entrar no quinto ano seguido de seca. “Estamos em uma situação complicada. A cidade de Fortaleza, a partir deste ano, deve contar com um racionamento. Com essas duas novas ferramentas nós pretendemos ser mais independentes da rede pública e obter uma economia de, pelo menos, 50% nos gastos com água”, finaliza o gerente.

SHARE

1 COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here


CAPTCHA Image
Reload Image