HOME Matérias Turismo & Hospedagem Brasileiros gastaram mais em hospedagem no primeiro semestre de 2015

Brasileiros gastaram mais em hospedagem no primeiro semestre de 2015

Segundo o mais recente estudo Hotel Price Index, da Hoteis.com, o preço médio pago por uma diária, por viajante, apresentou alta de 1% no mundo no primeiro semestre de 2015

87
0
SHARE
Apartamento do Zii Hotel Parauapebas

Maior número de viajantes, alta nos gastos de consumidores em importantes destinos e grandes flutuações cambiais contribuíram para que os brasileiros gastassem mais em hospedagem no primeiro semestre deste ano ao redor do mundo. Para estes viajantes, a variação cambial resultou em um aumento de quase 90% das cidades analisadas pelo relatório HPI – Hotel Price Index, da Hoteis.com.

O HPI é um relatório periódico de preços de hotéis nos principais destinos do mundo, que monitora a variação dos preços realmente pagos por acomodação, oferecendo uma valiosa análise das movimentações. Os dados têm como base as reservas feitas por meio do site Hoteis.com em milhares de estabelecimentos no mundo todo.

América do Norte, Caribe e América Latina apresentaram novos recordes, mesmo frente a um aumento global de apenas 1% no primeiro semestre de 2015, comparado ao mesmo período do ano anterior. Com a desvalorização do real, os destinos favoritos dos brasileiros apresentaram alta nos preços. Entre as 10 cidades que tiveram o maior aumento no preço médio das diárias de hotéis pagas pelos viajantes brasileiros cinco eram dos Estados Unidos.

Destinos latino-americanos se mostraram opções interessantes para os viajantes brasileiros. Mesmo com um aumento de 19%, as diárias hoteleiras em Santiago, no Chile, atingiram o valor médio de R$ 338. Lima, no Peru, após alta de 26%, chegou ao preço médio de R$ 332, e Montevidéu, no Uruguai, teve um aumento de 10%, a R$ 249. Buenos Aires cresceu 19%, chegando a R$ 271.

A desvalorização do real frente à maioria das principais moedas impactou também os preços médios pagos em diárias de hotéis por todos os viajantes (nacionais e internacionais), no Brasil, no primeiro semestre de 2015. De forma geral, o HPI apontou uma queda de 12% no valor médio das hospedagens no país, para R$ 306. Entre os 29 destinos brasileiros incluídos no relatório, 19 apresentaram queda nos valores, apenas um se manteve e outros nove registraram aumento.

De acordo com Carolina Piber, gerente geral da marca Hoteis.com para a América Latina, a queda dos valores médios das diárias em destinos domésticos já era um movimento esperado, principalmente pós-Copa do Mundo. “Aliado ainda à desvalorização do real, vimos cidades como Belo Horizonte com queda de 41% nos preços. Outras cidades-sede também apresentaram queda. As diárias em Salvador caíram 28% e em Brasília, 33%”, analisou.

SHARE

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here


CAPTCHA Image
Reload Image