HOME Matérias Trade Boas práticas em acessibilidade no turismo brasileiro são premiadas

Boas práticas em acessibilidade no turismo brasileiro são premiadas

20
0
SHARE

O município de Socorro, localizado a 132 quilômetros de São Paulo, foi premiado por práticas de acessibilidade no turismo na WTM – World Travel Market, feira de turismo realizada em Londres esta semana. Os hotéis-fazenda Campo dos Sonhos e Parque dos Sonhos concorreram nas categorias de melhor projeto para pessoas com deficiência e prática do turismo responsável. Eles receberam os títulos “Best for People with Disabilities” e “World Reponsible Tourism Award – Overall Winner”.

Há 15 anos, os serviços da empresa premiada oferecem às pessoas com deficiência ou mobilidade reduzida atividades que podem ser praticadas em meio a natureza como o rapel, tirolesa, arvorismo e canoagem. O local dispõe, ainda, de uma cadeira de apenas uma roda para fazer trilhas guiadas, além de cardápios e mapas em braile, rampas de acesso, e acomodações adaptadas. Desde 2012 os hotéis-fazenda são os únicos empreendimentos do Brasil com certificação da ABNT voltada à Acessibilidade em Meios de Hospedagem.

Socorro é um dos dez Destinos Referência em Segmentos Turísticos do MTur – Ministério do Turismo. A proposta de inclusão teve início com as atividades de aventura, em 2005, mas se expandiu para os serviços urbanos, públicos e privados. O esforço de adaptação pode ser observado em hotéis, bares e restaurantes – além de demais monumentos abertos ao público. Nos últimos anos, o MTur investiu cerca de R$ 2,2 milhões em obras de infraestrutura para a cidade.

De acordo com o Diretor de Departamento de Produtos e Destinos do MTur, Wilken Souto, iniciativas como a do Campo dos Sonhos e Parque dos Sonhos são exemplos que devem ser multiplicados. “Hoje a acessibilidade é um diferencial competitivo para os empreendimentos. Afinal, são mais de 45 milhões de pessoas com deficiência no Brasil. Os empreendedores que abraçam a causa hoje colhem bons frutos, nos orgulham e ajudam a posicionar o Brasil como um destino responsável e inclusivo”, disse.

SHARE

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here


CAPTCHA Image
Reload Image