HOME Matérias Trade Atrio Hotéis confirma investimentos de R$ 100 milhões em 2018

Atrio Hotéis confirma investimentos de R$ 100 milhões em 2018

217
0
SHARE
A empresa contou com um faturamento de R$ 146 milhões em 2017

A administradora independente, Atrio Hotéis apresenta o bom desempenho de suas operações no primeiro semestre e anuncia julho como o melhor mês de sua história confirmando investimentos de R$ 100 milhões até o final do ano. Cinco hotéis foram abertos no segundo semestre do ano, incluindo o Novotel Curitiba Batel, previsto para ser inaugurado em setembro.

Hoje, com um portfólio que conta com 54 hotéis administrados em 41 cidades presentes em 12 estados, a empresa soma 6,8 mil quartos, 1,4 mil funcionários e um faturamento de R$ 146 milhões em 2017. Visto que o primeiro semestre deste ano foi desafiador devido aos impactos da greve dos caminhoneiros e da Copa do Mundo, a Atrio Hotéis comemora sua boa performance e anuncia expressivos investimentos.

Entre os meses de janeiro e junho, a empresa registrou incremento de mais de 20% na ocupação, considerando a base de hotéis em operação nos anos de 2017 e 2018, subindo dos 50% registrados no ano passado para 61% neste ano. Considerando a inclusão de novos hotéis, o crescimento foi de 13%. “Vivemos um 2017 de muita instabilidade. Foi um ano que performou melhor no último trimestre. E seguimos com uma curva ascendente este ano, até maio”, avalia Paulo Roberto Caputo, presidente da empresa.

A Átrio enxerga como uma das estratégias de crescimento a inauguração de empreendimentos novos e a conversão de hotéis, considerando grandes capitais e cidades secundárias de todo o Brasil. Até o final deste ano dois já estão previstos: o ibis Itatiba, no interior de São Paulo, e o ibis Carlos Barbosa, no Rio Grande do Sul.

Em um prazo maior, até 2020, já estão confirmados outros oito hotéis em Itajaí, Criciúma e Joinville (SC), Ponta Grossa (PR), Farroupilha, Santa Maria e Santa Cruz do Sul (RS) e Vinhedo (SP). Além disso, a empresa também estuda sua internacionalização para a América do Sul. No radar do plano de internacionalização, a companhia já realiza estudos de viabilidade econômica no Chile, Uruguai e Paraguai.