HOME Ultimas Notícias AMResorts elimina o uso de canudos plásticos

AMResorts elimina o uso de canudos plásticos

Administradora oferece experiência all inclusive atrelada ao compromisso com o meio ambiente

37
0
SHARE
A rede fornecerá opções alternativas e biodegradáveis para seus hóspedes -- Crédito: Huan Minh (Unsplash)

A AMResorts, subsidiária do Grupo Apple Leisure (ALG), está excluindo  completamente o uso de canudos de plástico em suas sete marcas de resorts de luxo all inclusive (Zoëtry, Secrets, Breathless, Dreams, Now, Reflect e Sunscape Resorts & Spas), como parte dos seus contínuos esforços de viagens responsáveis e sustentáveis.

Com efeito imediato, as equipes dos 55 estabelecimentos da AMResorts não servirão bebidas com canudos e fornecerão opções alternativas e biodegradáveis para seus hóspedes, mediante solicitação. Dada a grande presença da AMResorts em destinos de praia populares no México, Caribe e América Central, a eliminação dos canudos é outro passo adiante em suas iniciativas de conservação da biodiversidade e sustentabilidade ambiental.

“A AMResorts recebe milhares de viajantes anualmente e conhece o poder de como um ato, aparentemente simples, pode influenciar na proteção dos oceanos. Sendo assim, nossa prioridade é proporcionar aos hóspedes uma experiência incomparável, mantendo as boas práticas sustentáveis”, diz o Vice-Presidente Sênior de Marketing, Vendas e Distribuição da AMResorts, Colette Baruth.

Desde o início de 2001, as viagens responsáveis têm sido um dos pilares dos programas e procedimentos operacionais da AMResorts. Os esforços assumem formas para deixar uma marca positiva em todos os resorts e em cada destino. As iniciativas incluem programas de conservação da vida selvagem até desenvolver atividades para beneficiar as comunidades locais.

Além disso, a maioria das propriedades da AMResorts possui o Rainforest Alliance Certified e várias fazem parte dos Amigos Sian Ka’an, uma organização dedicada à sustentabilidade e conservação das comunidades locais na biosfera de Sian Ka’an, em Quintana Roo, no México.

SHARE