HOME Matérias Entrevista AccorHotels reformula Fórum de Formação em Compras

AccorHotels reformula Fórum de Formação em Compras

Evento acontece na próxima terça-feira (31) e será focada em networking

157
0
SHARE
Gabriella Spinola, Head of Procurement AccorHotels para America do Sul

No próximo dia 31 de outubro, terça-feira, acontece no Novotel Center Norte, na capital paulista, a 7ª edição do Fórum de Formação em Compras da AccorHotels, evento criado para aproximar colaboradores da rede aos fornecedores homologados. Além disso, o Fórum concentra palestras específicas para aprimoramento e este ano está com novidades.

De acordo com Gabriella Spinola, Head of Procurement América do Sul do grupo, o foco do evento é exatamente o aprendizado e a troca entre a elite de fornecedores e hoteleiros. “O objetivo é ter sinergia entre fornecedores e colaboradores dos hotéis, para que possam trocar experiências, aprender uns com os outros e  ter maior proximidade, porque a gente se relaciona com fornecedores durante todo o ano. Como a AccorHotels acaba ditando regras e inovação, são os maiores e melhores fornecedores que estão ali. Então é um momento muito especial para o nosso segmento, no qual grandes nomes estão reunidos”, disse Gabriella em entrevista exclusiva para a Revista Hotéis.

Segundo ela, trata-se de um evento que não pode sair do calendário da rede. Nele, os participantes garantem desde negócios, aproximação de relacionamento, até conhecimento e troca de experiências.

Novo formato

Este ano, o Fórum tem um modelo um pouco diferenciado, e foi estendido para o dia inteiro — das 8h30 às 18h30. O evento sempre aconteceu durante uma tarde, mas a rede entendeu que precisa de mais tempo para que as pessoas possam estar mais focadas ao tema que vai ser tratado. “Vamos falar muito sobre eficiência energética, sobre controle de consumo de energia e água, compra responsável – e aí vou falar um pouco do CSR (Corporate Social Responsability) também”, adiantou a responsável por compras da rede no continente.

Pela manhã, haverá a primeira palestra sobre a AccorHotels, que abordará tudo o que está acontecendo com ela – crescimento, estimativas para os próximos anos,  investimentos, como querem ser reconhecidos no mercado – com a ideia de informar os fornecedores.

Então, os colaboradores poderão ir para a feira fazer o network com os fornecedores. À tarde, são apenas palestras para os colaboradores, com a feira ainda aberta. Depois disso, terá um momento maior para todos se encontrarem. “Fizemos isso para ter mais conteúdo, mais calma, para proporcionar um ambiente mais tranquilo e de mais sinergia, mais negócios e maior performance”, explicou Gabriella.

Será um modelo de palestra para o colaborador onde vão ter na mesma sala seis palestras diferentes. Ao invés de três salas diferentes, todos estarão no mesmo espaço com headsets. Por exemplo: o funcionário de manutenção vai ouvir sobre controle de energia, o da recepção vai ouvir sobre riscos financeiros com máquina de cartão de crédito. Mas terá um ambiente mútuo, cada um assistindo a sua; mas sempre de fornecedores para hotéis. “É uma jogada que traz inovação e curiosidade”, justificou.

Os temas vão se aprofundar em como uma gestão ativa de energia pode trazer benefícios para os hotéis, além de gerenciamento de custos. “Sabemos que a concorrência está muito forte, as tarifas de hotéis são reguladas – algo normal em um cenário como o que vivemos hoje. Então trazer solução, inovação e oportunidade de  gestão de custos é muito importante para nossos hotéis”, continuou Spinola.

Força em A&B

Nos últimos anos, a rede AccorHotels também tem investido em Alimentos e Bebidas, e levará novidades neste tema que já está consolidado no grupo mundialmente. “Nosso grupo não é mais conhecido só como grupo hoteleiro, mas também um prestador de serviço de Alimentos e Bebidas. Queremos ser reconhecidos pelos clientes por esta característica. Então, trataremos sobre novidades em Alimentos e Bebidas. Vamos lançar alguns produtos no Fórum e tudo o que pudermos lançar para A&B será interessante também. Cada oportunidade que temos usamos para beneficiar o fornecedor e os hotéis”, destacou a executiva.

CSR e auditorias

Desde 2011, a AccorHotels está investindo fortemente no compromisso com desenvolvimento sustentável, com o programa Planet 21. A área de compras está diretamente ligada a este compromisso em relação ao comportamento dos fornecedores prestadores de serviço.

A novidade da rede é que neste ano de 2017 até o ano de 2020, além de ter assumido um compromisso com esta frente, a rede está fazendo auditorias com os fornecedores, para que possam comprovar pessoal e fisicamente se o que foi assinado na carta de ética e responsabilidade está sendo cumprido.

“Há dois anos, aproximadamente, nós temos um compromisso de que fornecedores homologados tenham 100% das Charters 21 assinadas. São documentos que têm 21 obrigações dentro de sustentabilidade e responsabilidade social que apoia os fornecedores a também estarem de acordo com nossas diretrizes, em termos de sustentabilidade e responsabilidade social”, declarou Gabriella.

Segundo ela, a rede já conta com 96% das Charters 21 assinadas, e os outros 4% de fornecedores já têm suas próprias charters, muitas vezes ainda mais rígidas. Mas todos os fornecedores homologados estão de acordo com a carta de ética e responsabilidade do grupo.

O grupo auditor engloba categorias como lavanderia,  uniformes, serviços gráficos, dentre outros, que serão auditadas até o ano de 2020 para que consigam fechar o ciclo da responsabilidade e compromisso com a carta de ética e CSR.

“Será verificado se os fornecedores respeitam a diversidade e inclusão, se cumprem os direitos do trabalhador, se leis estão sendo cumpridas. Outra questão, por exemplo, é se as pessoas trabalham sob ameaça, o que pode ser um indicador decisivo para uma ruptura de fornecimento. Em relação a sustentabilidade ambiental, será checado se os fornecedores têm o controle de emissão de água residual, se têm proteção à biodiversidade. Então, são responsabilidades que a gente busca não só pensando em preço a curto prazo. Buscamos um controle associando a responsabilidade social e ética e qualidade de fornecimento e produtos adequados para nossos hotéis”, explicou Gabriella.

A intenção das auditorias não é punitivo, mas para ajudar os fornecedores a aprimorarem a prestação de serviços e colaborar com o mercado como um todo. Os fornecedores vão ser certificados por uma metodologia chamada SMETA, que contempla todas as 21 diretrizes do programa.

“Isso vai ajudá-los, porque em uma venda para outro cliente isso entra como diferencial. A AccorHotels é um gerador de boas práticas. A prática do bem, pensando no todo, não pensando apenas dentro da nossa empresa. A cultura tem que ser disseminada. Então nossa função hoje, dentro da High Risk Category, é realmente ajudar. Complementar, e ter o melhor grupo de parceiros possível. Garantido com auditoria e com assinatura. Vamos falar muito sobre isso no fórum, por isso vem à tona”, completou.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here


CAPTCHA Image
Reload Image