HOME Matérias Trade 56,7% dos estrangeiros que vieram ao Brasil em 2016 eram Sul Americanos

56,7% dos estrangeiros que vieram ao Brasil em 2016 eram Sul Americanos

20
0
SHARE
Olimpíadas 2016 aconteceram no Rio de Janeiro durante 5 a 21 de agosto de 2016 - Imagem: Divulgação

Os sul-americanos foram os turistas estrangeiros que mais visitaram o Brasil em 2016. Segundo o Anuário Estatístico do Ministério do Turismo divulgado nesta segunda-feira (3), dos 6,6 milhões de visitantes de outros países que vieram ao Brasil em 2016, 3,7 milhões saíram de países vizinhos. Destaque para a Argentina, responsável pela emissão de 2,3 milhões desses viajantes, um crescimento de 10% em relação a 2015.

O recorde de recebimento de visitantes de outros países ocorreu no ano em que o País sediou os jogos olímpicos e paralímpicos e confirmou a eficácia dos grandes eventos para atração de turistas e divulgação do Brasil entre os grandes destinos mundiais.  O continente sul-americano foi responsável por 56,7% desses turistas, seguido do europeu (24,4%) e do norte-americano (11,2%).

A importância do turismo regional para o País fica clara também na lista dos cinco países que mais enviaram turistas para o Brasil. Apenas um não integra o continente sul-americano. Cerca de 570 mil turistas que visitaram nosso país no ano eram americanos, que ocupa o 2º lugar na lista, perdendo para a Argentina. A terceira colocação ficou com o Paraguai (316,7 mil), seguido do Chile (311,8 mil) e Uruguai (284,1 mil). O país europeu que mais contribuiu para a marca inédita de 6,6 milhões de estrangeiros foi a França, com 263,7 mil visitantes.

O meio de transporte mais utilizado por quem chega ao Brasil foi o avião (4,4 milhões). Já para 2 milhões de turistas preferiram chegar ao país pelas estradas. Ainda segundo o anuário, a via de acesso fluvial foi utilizada por 95,9 mil visitantes estrangeiros, seguido do meio náutico, que transportou 40,4 mil pessoas.

Dispensa do visto

No período olímpico, o Ministério do Turismo testou a iniciativa de dispensa de visto entre 1º de junho a 18 de setembro. Dos 163.104 turistas dessas quatro nacionalidades que entraram no país nesse período, 74,06% usaram a dispensa do visto e mais de 85% disseram que a manutenção da isenção de vistos facilitaria um retorno ao país. Estes estrangeiros deixaram US$167,7 milhões na economia nacional, aproximadamente 8,68 vezes a mais que o valor que o Brasil deixou de arrecadar em taxas consulares.

 

SHARE

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here


CAPTCHA Image
Reload Image